Após pedir dispensa da Ponte, atacante se aproxima de rival da Série B

A diretoria do Coritiba aguarda a rescisão do contrato para abrir negociação com a Chapecoense por Júlio César

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 12 (AFI) - Fora dos planos da Chapecoense mesmo depois de ter deixado a Ponte Preta na semana passada, o atacante Júlio César deve ser mais uma vez emprestado. O Coritiba demonstrou interesse na sua contratação.

A diretoria alviverde aguarda que a rescisão de Júlio César com a Macaca seja publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para abrir negociação. O interesse do Coritiba foi revelado pelo presidente da Ponte, José Armando Abdalla.

Reforçar o sistema ofensivo com jogadores de velocidade e que são bons no "enfrentamento" é a prioridade do Coxa. Após o empate sem gols com o Londrina, o técnico Umberto Louzer alertou sobre a carência de peças assim no elenco.

Júlio César pediu para deixar a Ponte Preta na semana passada e está a caminho do Coritiba
Júlio César pediu para deixar a Ponte Preta na semana passada e está a caminho do Coritiba
"A gente precisa e estamos buscando no mercado jogadores com a característica de ter bom enfrentamento. É como você consegue romper a defesa do adversário. Então, atletas que têm essa característica de drible e enfrentamento no 1 contra 1 é importante ter no elenco", comentou Louzer.

Atualmente, o treinador possui cinco jogadores que possuem ou se aproximam dessas características: Patrick Brey, Welinton Júnior, Juan Alano, Arancibia e Lucas Tocantins.

SOBRE ELE
Revelado na base do Paraná e com passagens por ABC, Inter de Lages, Caxias, Atlético-GO e Chapecoense - com quem ainda tem contrato -, Júlio César tem 24 anos e foi emprestado para a Ponte Preta durante o Campeonato Paulista.

Na última terça-feira, alegando insatisfação com as condições do clube, o atacante pediu para ser liberado pela Ponte Preta. Sua passagem em Campinas durou apenas nove jogos e terminou com um gol marcado.