Mancini pode engrossar lista de técnicos do Corinthians demitidos após o Majestoso

Na história do Majestoso, por 15 vezes, o Corinthians demitiu seu técnico após tropeço diante do São Paulo

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 30 (AFI) - Se dependesse da Fiel, Vágner Mancini já teria sido demitido. A diretoria do Corinthians, porém, não pensa assim, nem mesmo após a derrota em casa para o Peñarol pela Copa Sul-americana. Tudo pode mudar, contudo, após o clássico de domingo contra o São Paulo.

Mancini pode cair no domingo. (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)
Mancini pode cair no domingo. (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)
O Corinthians jamais foi derrotado pelo rival na Neo Química Arena. Mais um fator que deixa Mancini em apuros, caso venha colher novo tropeço. Na história do Majestoso, por 15 vezes, o Corinthians demitiu seu técnico após tropeço diante do São Paulo.

São quatro treinadores degolados, uma vez Dino Sani caiu em 1970 e 1975. Até mesmo o atual técnico da Seleção Brasileira está nessa ingrata lista. Tite caiu em 2005. Depois de tanta repercussão, a diretoria do Corinthians parou de demitir seus técnicos após o clássico.

Tanto é verdade que tal fato não acontece desde 2006, com as quedas de Antônio Lopes, então campeão brasileiro em 2005, e Ademar Braga. Pelo Corinthians, Mancini ostenta 39 jogos com 17 vitórias, 12 empates e dez derrotas. Aproveitamento de 53,8%.

CONFIRA OS TÉCNICOS DO CORINTHIANS QUE CAÍRAM APÓS O CLÁSSICO CONTRA O SÃO PAULO:


Joseph Tiger (1944)
Alcides Aguiar (1946)
Rato (1954)
Osvaldo Brandão (1957)
João Lima (1961)
Dino Sani (1970)
Dino Sani (1975)
Julinho (1981)
Cilinho (1991)
Júnior (2003)
Juninho Fonseca (2004)
Tite (2005)
Daniel Passarella (2005)
Antônio Lopes (2006)
Ademar Braga (2006)