Mancini quer 'reequilibrar' Corinthians e nega torcer para o Palmeiras

Com o vencedor da Copa do Brasil - Palmeiras ou Grêmio -, o G6 do Brasileirão deve se tornar G7

por Agência Estado

São Paulo, SP, 26 - Em uma rodada que poderia diminuir para três pontos a diferença para o G6 do Campeonato Brasileiro - grupo que hoje integra a zona de classificação à próxima edição da Copa Libertadores -, o Corinthians desperdiçou essa oportunidade com a derrota para o Red Bull Bragantino por 2 a 0, em casa, na segunda-feira.

Agora tem mais sete jogos para atingir o objetivo e o técnico Vagner Mancini quer "reequilibrar" o time para isso.

MANCINI AVALIA DERROTA PRA BRAGANTINO

"Vencendo as partidas. Temos que ser realistas, tem que ganhar os jogos que faltam se quiser sonhar. Fugimos do Z4 (zona de rebaixamento) e agora a meta é outra, mais difícil, se não tivermos as vitórias fica difícil.

Os pontos não voltarão mais, sentimos, mas não podemos nos abater. Temos exemplos de quem jogou em casa, perdeu e buscou fora. Essa é nossa missão, buscar fora de casa pra reequilibrar a campanha", afirmou Mancini.

Com o vencedor da Copa do Brasil - Palmeiras ou Grêmio -, o G6 do Brasileirão deve se tornar G7. Contudo, as chances podem ser maiores caso o vencedor da Copa Libertadores - Palmeiras ou Santos - já esteja dentro da zona de classificação.

Mancini falou da situação do Corinthians
Mancini falou da situação do Corinthians

CORTA ESSA!
Questionado sobre se torceria para o Palmeiras, maior rival do Corinthians, vencer a Libertadores para que seu caminho até a competição fosse encurtado, o treinador deixou claro que sua única torcida é para sua equipe.

"Nós mudamos a meta, sim, porque atingimos a primeira, mas a segunda é mais difícil. Os adversários vêm bem, não da para achar que vai chegar, tem que merecer. E ficamos distantes. Mas não vamos nos abater ou jogar a toalha.

Podemos jogar mais, sabemos que foi atípico do que a gente já viu, então é hora de ajustes, aprender com os erros e melhorar, alcançar o segundo objetivo.

Eu torço para o Corinthians, não para mais ninguém. Sou fundamentado no meu trabalho, que faço diariamente, para ver uma equipe evoluindo", finalizou o treinador.

O próximo jogo será nesta quinta-feira, em Salvador, contra o Bahia, em partida atrasada da 30.ª rodada. Os meias Léo Natel e Otero, que substituíram Gustavo Mosquito e Mateus Vital contra o Red Bull Bragantino, foram advertidos com o terceiro cartão amarelo e serão desfalques.