Corinthians evita criticar, mas tira o corpo fora sobre Marcelinho e Bolsonaro

Na oportunidade, o ex-camisa 7 presentou o político com uma camisa oficial do Timão

por Agência Futebol Interior

Brasília, DF, 29 (AFI) - A diretoria do Corinthians divulgou nota, nesta quarta-feira, sobre o encontro entre o ex-meia Marcelinho Carioca, ídolo do Timão, e Jair Bolsonaro, presidente do Brasil. Na oportunidade, o ex-camisa 7 presentou o político com uma camisa oficial do Timão.

"O Sport Club Corinthians Paulista torna público que não teve qualquer participação na iniciativa do ex-jogador Marcelinho Carioca, em Brasília. A entrega da camiseta nesta quarta, na Presidência da República, foi uma ação única e exclusiva do ex-atleta", diz a nota oficial do Corinthians.

A camisa em questão é a recém-lançada pelo clube que faz referência ao título brasileiro de 1990. Jair Bolsonaro é palmeirense, mas aceitou vestir o manto alvinegro.DEMOCRACIA!
Jair e Marcelinho. (Foto: Reprodução)
Jair e Marcelinho. (Foto: Reprodução)

"Cabe ressaltar que a nova camisa do clube, com o logotipo do patrocinador BMG em preto e branco, já havia sido amplamente divulgada em evento na Arena Corinthians em 11/7", segue a nota alvinegra.

VALE A DEMOCRACIA

Assim como Marcelinho Carioca diz no vídeo divulgado nas redes sociais, o Corinthians exaltou a democracia para não criticar o ato do ex-jogador.

"Por fim, o Corinthians se mantém fiel às suas tradições, respeitando todas as correntes políticas e coerente com suas origens de clube de todos os brasileiros".