Ex-Ponte, atual meia do Corinthians trava batalha judicial com time chileno

Ángelo Araos cobra 500 mil dólares, cerca de R$ 3 milhões, do Universidad-CHI referente a 10% do valor de sua transferência para Timão

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 13 (AFI) - Jogador mais caro do Corinthians que foi contratado no ano de 2019, o meia Ángelo Araos segue travando uma batalha judicial contra o seu ex-clube, o Universidad do Chile. O atleta cobra 500 mil dólares, cerca de R$ 3 milhões, do clube chileno referente a 10% do valor de sua transferência para o Timão.

Na última semana, a justiça chilena propôs um acordo amigável entre as duas partes, na qual o Universidad do Chile se comprometia a pagar 125 mil dólares, ou seja, R$ 735 mil. Porém, Araos recusou prontamente a oferta. Sendo assim, ele terá que comparecer a uma audiência judicial em Santiago, em setembro.

Araos trava batalha judicial com time chileno
Araos trava batalha judicial com time chileno
Na época da venda do jogador para o Corinthians, o Universidad embolsou 5 milhões de dólares, que foram divididos em duas parcelas. O time brasileiro pagou 4,5 milhões logo na assinatura do contrato, que aconteceu por empréstimo, e depois pagou o restante, pela compra do jogador em definitivo. Foi ai que surgiu a divergência, já que Araos queria 10% deste total e não do valor da compra, que é dez vezes menor.

Apesar de ter desembolsado uma bolada, o Corinthians não viu esse investimento sendo refletido em campo. Isso porque, Araos não conseguiu se firmar. Em 24 jogos com a camisa do Timão, ele ainda não marcou gols e no segundo semestre da temporada passada, foi emprestado para a Ponte Preta.