Paulistão: Cássio minimiza nova derrota do Corinthians e pede apoio da torcida

"Precisamos dela! É hora de ter personalidade, matar no peito e vamos todos juntos", disse o goleiro e ídolo alvinegro

por Agência Estado

São Paulo, SP, 09 - O goleiro Cássio procurou minimizar a derrota para a Inter de Limeira por 1 a 0, neste domingo, na Arena Corinthians, em São Paulo, pela quinta rodada do Campeonato Paulista, a segunda consecutiva do Corinthians.

Ele pediu paciência aos torcedores diante do resultado negativo e apoio para o segundo confronto contra o Guaraní, do Paraguai, nesta quarta-feira, em casa, pela segunda fase preliminar da Copa Libertadores.

Derrotado no primeiro jogo no Paraguai por 1 a 0, o Corinthians precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para avançar à terceira fase preliminar. Se devolver o placar do primeiro jogo (1 a 0), a vaga será decidida nos pênaltis.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
"Sei que o time vem de duas derrotas, mas a gente pede que a torcida que vier na quarta-feira seja a de sempre. Que ela ajude a nos empurrar. Precisamos dela! É hora de ter personalidade, matar no peito e vamos todos juntos. Não é hora, depois de duas derrotas, ficar achando culpado", analisou Cássio.

Após a derrota, os torcedores ecoaram o grito de "é quarta-feira", em referência ao jogo contra o Guaraní, dando clara manifestação de que eventual classificação na Libertadores é a prioridade para o clube e torcedores.

"Sábado tem jogo contra o São Paulo e eles vão gritar 'é sábado'. Isso faz parte. O que acontece depois do jogo não tem problema. O importante é que nos 90 minutos eles cantaram. No momento do gol eles apoiaram. Essa é a torcida do Corinthians. Quarta-feira é outra história", completou o goleiro.