Após mudança de posição, Mateus Vital diz que vive melhor momento no Corinthians

Com a ascensão, o ex-vascaíno deixou Sornoza e o veterano Jadson no banco de reservas

por Agência Estado

São Paulo, SP, 05 - Depois de quase um ano e meio no clube, o meia Mateus Vital vive seu melhor momento no Corinthians. Responsável pela armação das jogadas, o meia de 21 anos está jogando centralizado, como um legítimo camisa 10, o que melhorou seu desempenho. Com a ascensão, o ex-vascaíno deixou Sornoza e Jadson no banco de reservas.

"Com certeza é o meu melhor momento. Quando as coisas estão bem dentro de casa, reflete em campo. Difícil dar errado quando está assim. Melhor momento, sequência boa no Corinthians, com jogos bons, importantes. Estou podendo contribuir bem", reconhece Vital, que deu o passe para o gol de Gustavo na vitória sobre o Atlético-MG. "Sempre joguei centralizado, desde a base do Vasco. Nunca escondi minha vontade. Agora Carille está dando a chance", comemora.

Quando diz que as coisas estão bem dentro de casa, Mateus Vital se refere ao nascimento da primeira filha, Antonella, nesta semana. "Experiência maravilhosa (ser pai). Sentimento que não tem explicação. Quando eu entrei para ver o parto, fiquei mais ansioso que em qualquer jogo", conta.

Foto: Rodrigo Coca / Ag Corinthians
Foto: Rodrigo Coca / Ag Corinthians
PODE CONFIAR?
Para a partida diante do Ceará, neste sábado, pelo Campeonato Brasileiro, quando já foram vendidos 36 mil ingressos, o meia minimiza os desfalques de Fagner, que está com a seleção principal, e de Pedrinho, integrado ao time olímpico. "Por isso a gente sempre bate na tecla de ter um elenco qualificado, para quando a gente tem convocação e esse tipo de coisa. Quem entrar, vai dar o melhor", explica.

O meia reconhece que jogar às 11h vai alterar bastante a programação dos atletas. "Eu não me adaptei muito também, não. Comer macarrão de manhã é difícil", explica. "Normalmente comemos algo mais leve. Jogar em si não tem muita diferença."