Sequência invicta deixa Carille e seus comandados otimistas em busca por líderes

A distância para líder Santos, que enfrenta o Cruzeiro, neste domingo, no Mineirão, caiu para cinco pontos.

por Agência Estado

São Paulo, SP, 17 - O técnico Fábio Carille e os jogadores do Corinthians demonstraram otimismo com a sequência invicta no Campeonato Brasileiro e começam a ensaiar um discurso otimista na briga pelo título. Neste sábado, na arena em Itaquera, o time paulista venceu o Botafogo por 2 a 0, com gols de Boselli e Everaldo, um em cada tempo, chegando aos 27 pontos.

A distância para líder Santos, que enfrenta o Cruzeiro, neste domingo, no Mineirão, caiu para cinco pontos.

O otimismo corintiano se justifica. Após a pausa e retorno do Brasileirão para a disputa da Copa América, a equipe não sabe o que é perder. Já são sete jogos de invencibilidade: quatro vitórias (CSA, Fortaleza, Goiás, Botafogo) e três empates (Flamengo, Palmeiras, Internacional).

Se levar em conta os dois confrontos da Copa Sul-Americana, essa marca sobe para nove jogos sem derrotas.

Adotando um discurso moderado e cauteloso, Carille pensa a curto prazo, mas não esconde a empolgação com o crescimento do time "no momento certo".

"Temos que pensar sempre alto. Fizemos a nossa parte, vencemos e vamos esperar essa rodada para ver se conseguimos (diminuir a diferença). A primeira parte do ano não foi boa, apesar do título paulista. Mas estou muito satisfeito com o resultado aparecendo. Acho que as coisas estão acontecendo no momento certo. Acredito que tenha espaço para crescer mais ainda. Futebol requer tempo, tive 21 dias para trabalhar e foi muito proveitoso", destacou o treinador.

Para o lateral-direito Fagner, a vitória sobre o Botafogo era importante para consolidar o Corinthians na zona de classificação para a Libertadores e a recuperação do time no segundo semestre.

"A gente sabia que era importante os três pontos. O Botafogo estava dois pontos atrás, era confronto direto. Ficamos felizes de ter conseguido um bom resultado, jogando bem. Agora é dar continuidade. Virar a chavinha, descansar, vai ser um jogo duro contra o Fluminense, pela Sul-Americana", disse.

O Corinthians volta a campo nesta quinta-feira, novamente em sua arena, onde enfrenta o Fluminense no primeiro confronto pelas quartas de final da Copa Sul-Americana.