Após ser substituído, ex-Palmeiras volta a campo e garante vitória do Corinthians

O jogador marcou o gol da vitória do Timão para cima do Vila Nova, nesta quinta, por 2 a 1

por Agência Estado

São Paulo, SP, 04 - O Corinthians fez mais uma péssima partida, mas conseguiu vencer o Vila Nova por 2 a 1 nesta quinta-feira em amistoso disputado no estádio Serra Dourada, em Goiânia. O gol da vitória foi marcado nos acréscimos por Régis, que foi substituído no intervalo, mas voltou na parte final do jogo após lesão sofrida por Janderson.

Isso aconteceu porque o técnico Fábio Carille trocou os 11 jogadores na volta para o segundo tempo. Com Janderson machucado, a arbitragem autorizou que Régis voltasse para a partida. O gol da vitória saiu também quando o Corinthians tinha um jogador a mais - Joseph, do Vila Nova, foi expulso por agressão em Matheus Jesus.

Apesar da vitória, a fraca atuação deve preocupar o técnico Fábio Carille, que havia prometido uma equipe melhor ofensivamente com os treinos na pausa da Copa América. O que se viu neste jogo e no anterior, na derrota para o Botafogo de Ribeirão Preto por 2 a 1, foi um time preocupado em se defender e perdido do meio de campo para frente.

O Corinthians ainda terá mais uma chance de mostrar evolução: no domingo, às 11h, a equipe visita o Londrina, em amistoso, em Maringá. O time volta a atuar pelo Brasileirão no dia 14, contra o CSA, em Itaquera.

O JOGO
Ainda com uma série de desfalques, o Corinthians entrou em campo com Pedrinho atuando como meia e Régis aberto na ponta direita. Sornoza ficou na reserva. Boselli e Vagner Love completaram o setor ofensivo. O time jogou com: Walter; Bruno Méndez, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Junior Urso e Pedrinho; Regis, Boselli e Vagner Love.

Regis brilhou na vitória do Corinthians
Regis brilhou na vitória do Corinthians
Do outro lado, o time alvinegro não permitiu a participação de Gustavo Mosquito no amistoso. O jogador pertence ao Corinthians e está emprestado ao Vila Nova até o final do ano. Mesmo com esse desfalque, o Vila Nova foi melhor e pressionou os visitantes no início.

O Corinthians, sem criatividade, chegou ao gol na única oportunidade criada. O goleiro Walter deu um chutão para a frente. O zagueiro Diego Jussani falhou. Vagner Love correu, cortou o goleiro, mas escorregou. O goleiro Rafael Santos tropeçou no corintiano e caiu. Love se levantou, cortou um zagueiro e mandou para as redes.

"O Walter bate bem na bola. Ele já havia me dito antes que, se tivesse a oportunidade, iria lançar para mim. Vi que estava no mano a mano e pedi a bola. Felizmente a jogada deu certo", comentou Love no intervalo. O atacante também admitiu que o Corinthians ficou devendo na etapa inicial. "Faltou marcar um pouco mais. Fizemos o gol, mas a gente sabe que não fez um bom primeiro tempo", prosseguiu

No segundo tempo, Carille trocou o time inteiro. Voltaram: Caíque; Daniel Marcos, Marllon, João Victor e Carlos Augusto; Gabriel, Matheus Jesus e Sornoza; Janderson, João Celeri e Mateus Vital. O Vila Nova fez apenas duas alterações.

As novidades foram a presença de dois estreantes que vieram da base: o lateral-direito Daniel Marcos e o atacante João Celeri. Ambos tiveram atuações discretas e, junto com o restante do elenco, sofreram para segurar o Vila Nova. O time goiano empatou logo aos sete com Richard, que aproveitou rebote de Caíque.

O Corinthians ficou com um a mais aos 30 minutos com a expulsão de Joseph, que acertou um tapa no rosto de Matheus Jesus. Mas não soube aproveitar a vantagem. No fim, Janderson se machucou e Régis, que já havia atuado no primeiro tempo, foi autorizado a entrar na partida para completar o time. E foi dele, de cabeça, o gol que garantiu a vitória após assistência de Carlos Augusto.