Brasileirão: Corinthians tentará encerrar incômodo jejum contra o Grêmio na Arena

Timão superou o rival tricolor apenas uma vez no estádio de Itaquera pela Série A do Brasileirão

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 10 (AFI) - O Corinthians terá que encerrar um incômodo jejum se quiser se recuperar no Campeonato Brasileiro da Série A. O Alvinegro do Parque São Jorge venceu o Grêmio, adversário deste sábado, às 19 horas, apenas uma vez na Arena Corinthians pela elite nacional. E este triunfo aconteceu no ano de estreia da Arena na longínqua temporada de 2014.

Naquela oportunidade, já pela 36ª rodada do Brasileirão, o bando de loucos comemorou a vitória, por 1 a 0, sobre os gaúchos. De lá para cá, porém, o Imortal foi uma verdadeira pedra no sapato corintiano. Em 2015, pela 24ª rodada, os rivais empataram por 1 a 1. Há três anos, na abertura da Série A, nada de gols em Itaquera.

















O mesmo resultado foi visto no Brasileirão de 2017 pela 29ª rodada. No ano passado, enquanto isso, o Grêmio foi além e beliscou uma vitória, por 1 a 0, sobre os donos da casa pela 19ª rodada. Agora, Fábio Carille e cia. tentarão encerrar este jejum. O treinador, apesar de não ter revelado o time titular, não deve ter surpresas.

O atacante Gustavo segue fora por conta de um edema na coxa direita e será substituído mais uma vez pelo argentino Boselli. O garoto Mateus Vital parece que realmente ganhou vaga no meio-campo alvinegro. Ele jogará aberto de um lado com Claysson do outro. A armação segue com o equatoriano Sornoza. Já Ramiro segue na vaga de Júnior Urso, apesar deste estar recuperado de lesão.

Fábio Carille não confirmou o Corinthians, mas não deve ter surpresas contra o Grêmio! (Foto: Rodrigo Gazannel / Corinthians) - Rodrigo Gazannel / Corinthians
Fábio Carille não confirmou o Corinthians, mas não deve ter surpresas contra o Grêmio! (Foto: Rodrigo Gazannel / Corinthians)
No modesto 11º lugar com quatro pontos após empate, por 1 a 1, ante o Vasco, o Corinthians entrará em campo com: Cássio; Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Ramiro e Sornoza; Clayson, Mateus Vital e Boselli.