Carille garante Vagner Love titular até a Copa América: 'É o meu camisa 9 hoje'

Na noite desta quinta-feira, o Timão venceu o Lara, da Venezuela, pelo placar de 2 a 0

por Agência Estado

São Paulo, SP, 23 - O centroavante Vagner Love chegou no início da temporada como terceira opção no comando no ataque do Corinthians. Aos poucos, foi ganhando a confiança do técnico Fábio Carille e também aproveitou a má fase de Boselli e a lesão de Gustavo para ganhar a titularidade no setor do campo onde mais gosta de atuar.

Espaço incorporado por HTML (embed)

LADOS DO CAMPO

As primeiras partidas que ele fez foram pelos lados do campo. Carille sempre fez questão de dizer que poderia utilizar Love em quatro funções diferentes: pela direita, pela esquerda, como centroavante e segundo atacante.

Mesmo sem ser titular absoluto até a partida contra o Deportivo Lara, Vagner Love participou de todos os jogos desde a sua estreia, há 28 jogos.

Nesse período foi fundamental ao marcar o gol do título do Campeonato Paulista e, na quinta-feira, em abrir o placar na vitória por 2 a 0 sobre o time venezuelano, em Itaquera, nesta quinta-feira.

"Hoje ele é o titular, o camisa 9. O que me chamou a atenção é que ele fez clássicos pelo lado e deu boas respostas assim, como contra o Santos. É um jogador experiente, atuou muito tempo na Europa. Mas hoje ele é o nove até a parada para a Copa América.

Com possíveis jogadores que possam chegar ele pode mudar de posição, vamos aguardar", comentou o treinador.

Love vem sendo muito usado por Carille
Love vem sendo muito usado por Carille

SÓ LOVE, SÓ LOVE
Vagner Love completará 35 anos no próximo dia 11. Por causa da idade, ele destacou que vem fazendo uma preparação física especial e já está projetando o reencontro com o São Paulo, domingo, na Arena Corinthians.

"Fico feliz de poder estar ajudando em todos os jogos. Venho trabalhando fisicamente para isso e para suportar a maratona de jogos. Foi um gol importante, de título (contra o São Paulo), mas já passou, ficou para trás. É um clássico no domingo e temos de nos preocupar em impor nosso ritmo", comentou.