Paulistão: Atacante pode desfalcar Corinthians na final por xingar árbitro

O presidente do TJD-SP, Antonio Olim, garantiu que Clayson vai ser denunciado por ter ofendido Raphael Claus

por Agência Estado

São Paulo, SP, 09 - O atacante corintiano Clayson pode ser suspenso por até seis jogos pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) por causa de um vídeo divulgado pelo próprio clube em que aparece xingando o árbitro do duelo de segunda-feira com o Santos, Raphael Claus, pela semifinal do Campeonato Paulista. O TJD-SP ainda analisará as imagens.

"Certeza que vai ser denunciado. Conversei com o procurador (Vinicius Marchetti)e vai acontecer a denúncia porque ele não pode ter um comportamento desse tipo", informou ao Estado o presidente do TJD-SP, Antonio Olim.

O XINGAMENTO
Clayson aparece no túnel de acesso ao vestiário quando ofende o juiz:

"Chupa, Claus, seu filho da p...".

O atacante Clayson (à direita) corre o risco de desfalcar o Corinthians no jogo decisivo do Paulistão
O atacante Clayson (à direita) corre o risco de desfalcar o Corinthians no jogo decisivo do Paulistão
Horas depois de o vídeo ter sido postado pela TV Corinthians, o clube cortou o trecho e subiu um novo, sem o xingamento.

Durante o jogo, o atacante puxava contra-ataque quando levou a pior em uma dividida. O jogador ficou caído, mas o árbitro mandou a partida seguir e só autorizou a entrada do atendimento quando a bola saiu pela lateral.

QUANDO SERÁ O JULGAMENTO?
Olim acredita que ele será enquadrado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva). A pena pode ser de uma a seis partidas.

"Vamos oferecer a denúncia amanhã (hoje) e ele deve ir a julgamento na próxima segunda-feira", informou o presidente do TJD-SP.

Com isso, Clayson está ao menos liberado para o primeiro jogo da final do Campeonato Paulista, contra o São Paulo, no Morumbi, provavelmente no domingo - a Federação Paulista de Futebol confirmará data e horário nesta quarta-feira.

No entanto, corre o risco de ficar fora do duelo de volta, em Itaquera.