Perto de acerto, atacante marfinense ídolo do Chelsea já divide o Corinthians

Desejado pelo marketing do clube, Drogba é visto pelo departamento de futebol como uma ameaça ao bom ambiente entre os atletas

por Agência Estado

São Paulo, SP, 14 - O atacante marfinense Didier Drogba pode acertar neste sábado com o Corinthians e chegará com a missão de ajudar a diretoria muito mais fora de campo do que nas quatro linhas. A contratação do jogador dividiu a diretoria, mas poderá servir para dar um respiro ao presidente Roberto de Andrade, que poderá, enfim, tomar uma atitude popular entre os torcedores.

A negociação de Drogba colocou em lados opostos o marketing e o departamento de futebol. Os responsáveis pela imagem do clube viam a chegada do marfinense como uma grande ação para atrair atenção internacional, obter mais renda e tudo isso sem precisar aumentar os gastos do clube, já que todo o pagamento do atleta seria feito através de ações publicitárias.

Ele deverá receber cerca de R$ 350 mil mais bônus por produtividade, que daria próximo dos R$ 500 mil mensais por um contrato válido por uma temporada. O ex-diretor de marketing do clube, Gustavo Herbetta, deve ir para Londres neste sábado para tentar agilizar o acerto.

Didier Drogba pode ser a contratação de peso do Corinthians para 2017
Didier Drogba pode ser a contratação de peso do Corinthians para 2017

Além disso, desde que a negociação vazou, o nome de Drogba foi bem aceito pela maioria da torcida, pelo menos nas redes sociais e comentários do clube. O presidente, pressionado e alvo de um processo de impeachment, poderia conseguir diminuir a pressão com a chegada de um astro internacional.

VALE A PENA?
Já o futebol vê Drogba como um risco desnecessário sob o ponto de vista técnico e comportamental. Acreditam que ele não suportará fisicamente o ritmo do futebol brasileiro e que poderá estragar o bom ambiente entre os atletas.

O jogador de 38 anos estava no Montreal Impact, aonde atuou por duas temporadas na Major League Soccer (MLS). No ano passado, fez 10 gols em 27 jogos, mas passou boa parte da temporada no banco de reservas e, irritado por ser pouco aproveitado, pediu para deixar o clube. Em 2015, porém, teve a média de 12 gols em 14 partidas.

O diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto, deixou claro desde o início que era contra a chegada do jogador e negava qualquer possibilidade de acerto. Nesta sexta-feira, mudou o discurso e disse que será uma ação de marketing e afirmou estar disposto a ouvir como a publicidade pode ajudar no futebol. "O que existe de Drogba é uma ação de marketing e nós do futebol vamos aguardar o que vai acontecer, se é uma boa ou não. No passado, tivemos problemas de desconfiança com o Ronaldo Fenômeno e ele foi fantástico", comparou.

aaa