Protesto! Muros do Parque São Jorge amanhecem pixados

por Teste

São Paulo, SP, 06 (AFI) - Se o maior sonho do Corinthians no ano do centenário ruiu com a eliminação diante do Flamengo na Copa Libertadores, fato amargado na última quarta-feira, no Pacaembu, a pressão por um resultado expressivo no Campeonato Brasileiro será enorme por parte dos torcedores do clube.

Confira também:
Após eliminação corintiana, São Paulo vira praça de guerra

A pressão já se fez presente logo depois da eliminação no Parque São Jorge, onde o muro do clube foi pichado durante a madrugada desta quinta-feira, com um xingamento entre as frases, acusando a equipe de ter se acovardado diante do Flamengo. As palavras raça e tradição também foram pichadas, mas nenhum dirigente ou torcedor foi criticado de forma direta.

Após realizar um investimento enorme na contratação de reforços para triunfar no ano do seu centenário, o Corinthians amargou duas eliminações precoces em 2010. Após ficar fora das semifinais do Paulistão, agora deu adeus à Libertadores já nas oitavas de final, após ter realizado a melhor campanha entre todos os times da primeira fase da competição.

Com isso, o clube agora terá apenas o Brasileirão para disputar na continuidade da temporada. No torneio, Ronaldo aparece como principal alvo dos agora insatisfeitos torcedores corintianos. O Fenômeno já não ostenta o mesmo status do ano passado, já que amarga uma temporada pífia, na qual vem atuando visivelmente fora de forma, fato que tem revoltado os corintianos e atrapalhado o desempenho técnico dentro de campo.

Mano Menezes também já começa a ter seu trabalho colocado em xeque, mas o treinador ainda tem o respaldo da diretoria do clube pelos títulos conquistados em 2009 e 2008 e pelo bom trabalho realizado a longo prazo, no qual tirou o time da Série B do Brasileiro no início de sua trajetória no Parque São Jorge.

No Brasileirão, o Corinthians tentará no mínimo garantir seu retorno à Libertadores do próximo ano, para então voltar a buscar o título do torneio que segue como grande obsessão do clube. Apenas o título nacional, porém, serviria como um verdadeiro consolo para a torcida no já conturbado ano de 2010 para os corintianos.