Observado por Napoli, Fagner ganha elogios de jornais europeus

Wilson Rocha, correspondente FI na Rússia, traz informações da repercusão do lateral na Europa

por Wilson Rocha - W Sports

  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento
Campinas, SP, 10 - O lateral direito Fagner, titular em quatro dos cinco jogos do Brasil na Copa do Mundo 2018, ganhou destaque após a eliminação da Seleção na competição. Jornais europeus se disseram surpreendidos pela titularidade do jogador do Corinthians e chegaram a compará-lo com Jordi Alba, do Barcelona, considerado um dos melhores laterais do mundo atualmente.

A maioria das notícias envolvendo o atleta destacam seu vídeo comemorando a convocação para a Copa e a carreira curta na Seleção antes do mundial.

MUITOS ELOGIOS
O diário AS, da Espanha, destacou a qualidade de Fagner em defender e atacar.

"Na Copa do Mundo, Fagner demonstrou suas excepcionais qualidades defensivas. Mas, no Brasil, sempre foi considerado um grande lateral ofensivo. Suas escapadas habituais pela direita deram muito ao Corinthians nos últimos anos. É um jogador muito inteligente e escolhe, com certos critérios, quando deve subir além da conta. No jogo contra o México, por exemplo, a presença dele no campo adversário foi muito importante para que, junto com Willian, eles pudessem fazer um dois contra um diante de Jesus Gallardo”.

Observado por Napoli, Fagner ganha elogios de jornais europeus (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Observado por Napoli, Fagner ganha elogios de jornais europeus (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Já o Bein Sports, da França, comparou o jogador de 29 anos com Jordi Alba, muito pela altura (1,68m e 1,71m respectivamente), além do fato de terem a mesma idade."Fagner parece, em muitos aspectos, com Jordi Alba. Não muito menor do que seu colega espanhol (1,68m), seu físico combinado com uma velocidade louca poderia fazer pensar que é uma contraparte do espanhol. [...] Uma diferença importante é a carreira deles. Um está em uma das maiores equipes do mundo e na seleção espanhola, enquanto o outro não conseguiu vencer na Europa por enquanto e pouco jogou na Seleção".

"Um produto brasileiro puro. [...] Com seu tamanho pequeno, esse lateral tem alta velocidade. Seu centro de gravidade, tão específico para os jogadores menores, permite que ele se esgueire, aposte em suas corridas, em suas mudanças de direção e, especialmente, em seus dribles. Na fila de Nilton Santos, Jorginho, Roberto Carlos, Cafu, Marcelo e Dani Alves, ele não hesita em correr pela lateral.

Assim, ele ataca regularmente [...] com cruzamentos precisos [...] o atacante só tem de conduzir a bola à rede. [...] Defensivamente, ele mostra uma grande precisão combinada com impressionantes calma e tranquilidade em suas ações”, concluiu o Bein Sports.

RESSALVAS NA IMPRENSA
Mesmo com os elogios, Fagner também teve ressalvas por parte da imprensa europeia, principal alemã, onde teve passagem apagada pelo Wolfsburg. Antes disso, já havia atuado por PSV, onde também não se destacou.

"Fagner jogou na temporada 2012/13 um total de 26 vezes pelo Wolfsburg na Bundesliga. Ele nunca foi capaz de afirmar-se e, portanto, foi rapidamente enviado de volta ao Brasil. Aos 29 anos, ele é titular da Seleção na Copa do Mundo na Rússia (...) seguindo passos de lendas como Cafu e Carlos Alberto. Como isso aconteceu? Ele provavelmente não sabe exatamente", publicou o jornal Spox, da Alemanha.

Fagner teve seu nome ligado recentemente ao Napoli, da Itália, que passou a observá-lo durante a competição. O clube, no entanto, não fez uma proposta oficial pelo jogador do Corinthians até o momento. Por enquanto, o camisa 23 do alvinegro permanece e logo deve ser reintegrado ao elenco para as disputas do Campeonato Brasileiro, Libertadores e Copa do Brasil.

 
 
  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento
" />