Meia belga pede para time 'voltar à Terra' e se concentrar na semifinal

Chadli afirmou que a equipe ainda não detalhou a estratégia para enfrentar a França, mas reconhece a força do rival

por Agência Estado

  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento

Campinas, SP, 08 - Embora a vitória sobre o Brasil tenha aumentado a confiança dos belgas, o meia Nacer Chadli acredita que o grande desafio do time para a semifinal diante da França é controlar a euforia - o duelo está marcado para a próxima terça-feira, 15h (de Brasília), em São Petersburgo, pela Copa do Mundo.

"Houve muita euforia após o jogo. Nós vimos todo o entusiasmo na Bélgica pelos vídeos que recebemos. Foi uma linda festa. Mas temos que "voltar à Terra". É hora de nos prepararmos para a semifinal da Copa", afirmou o meia em entrevista coletiva em Moscou neste domingo. Ele deve ser titular contra a França no lugar de Meunier, suspenso pelo segundo cartão amarelo.

Chadli afirmou que a equipe ainda não detalhou a estratégia para enfrentar a França, mas reconhece a força do rival. "É uma equipe com qualidade. Podemos ver essa qualidade nos lados, no meio e no contra-ataque, em todos os setores. Vamos precisar de atenção", afirmou o jogador de origem marroquina que atua no West Bronwich, da Inglaterra.

Meia belga pede para time 'voltar à Terra' e se concentrar na semifinal
Meia belga pede para time 'voltar à Terra' e se concentrar na semifinal
Ele também destacou a qualidade individual de Mbappé, autor de dois gols na vitória sobre a Argentina, nas oitavas de final, e chegou a compará-lo ao próprio Lionel Messi. "A velocidade, potência e qualidade de Mbappé são especiais. Esses atributos em um jogador tão jovem só tinha visto no Messi", elogiou o meia de 29 anos.

RECUPERAÇÃO
A Copa da Rússia representa um momento de superação para Chadli, que se recuperou de uma lesão para poder atuar. "Estava em uma espiral negativa. Foram momentos difíceis e estar aqui foi uma vitória pessoal para mim. Entrei alguns minutos no primeiro jogo e já foi ótimo. Continuei trabalhando sério. Espero estar pronto sempre que o treinador me chamar", disse.

Depois de vencer o Brasil, Chadli afirmou que o grupo belga se sente confiante para superar qualquer rival na Copa. "Se você consegue vencer o Brasil, não deve ter medo de ninguém. Respeitamos a todos, mas se nós jogarmos com medo, não seremos capazes de vencer a França", afirmou o atleta.

 
 
  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento
" />