De olho na semi, Bélgica deve ter alterações para jogo contra o Brasil

Segundo o jornal belga Het Laatste Nieuws, foi feito um trabalho com bola, com o retorno de Januzaj, que deve começar no banco

por Agência Futebol Interior

  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento

Por WILSON ROCHA
Enviado Especial do FUTEBOL INTERIOR na Copa da Rússia

Campinas, SP, 05 (AFI) - A Bélgica fez o último treinamento antes da partida contra o Brasil, válida pelas quartas de final da Copa do Mundo 2018 e pode ter mudanças no time que iniciará a partida.

Neste último treino preparatório, a imprensa só pôde acompanhar os 15 primeiros minutos, que teve a participação de todos os jogadores comandados por Roberto Martinez. Segundo o jornal belga Het Laatste Nieuws, foi feito um trabalho com bola, com o retorno de Januzaj, que deve começar no banco.

Já em Kazan, Martinez concedeu entrevista coletiva ao lado de Vincent Kompany, capitão da seleção, e evitou falar sobre escalação da equipe, mas, jornais belgas acreditam que o treinador manterá o polêmico esquema 3-4-3 que tem começado as últimas partidas, porém com peças diferentes.

Bélgica deve ter alterações para enfrentar o Brasil (Foto: REUTERS Sergei Karpukhin)
Bélgica deve ter alterações para enfrentar o Brasil (Foto: REUTERS Sergei Karpukhin)
Yannick Carrasco deve perder a titularidade para Nacer Chadli, que marcou o gol da virada sobre o Japão. Uma outra possibilidade apontada é a entrada de Marouane Fellaini no lugar de Dries Mertens, o que mudaria o esquema da equipe para um 3-5-2, com a possibilidade de apostar mais em contra-ataques.

ANÁLISE DOS JOGADORES
O capitão Kompany, por sua vez, disse que gostaria de enfrentar o Brasil numa possível final e que não tem medo da seleção canarinho.

“Nós temos uma certa maneira de jogar que sempre permanece com a mesma ofensividade. Somos fortes, mas o Brasil é, a nível individual, a equipa mais forte que eu vi aqui. Sua defesa é sólida e os atacantes são muito fortes. Mas o futebol é um esporte coletivo, então podemos fazer algo sobre isso coletivamente”.

O zagueiro conhece bem os brasileiros Fernandinho, Gabriel Jesus, Ederson e Danilo, seus colegas no Manchester City e elogiou o camisa 9 da seleção.

“Eu tive um ano de convivência com esses caras que jogam pelo Brasil, pelos quais eu tenho um grande respeito. Eles não têm só um monte de talento, mas também trabalham duro, são positivos para o grupo e criam prazer em jogar junto. Gabriel Jesus tem muita maturidade, é duro nos duelos e sabe como envolver outros jogadores ao seu redor no jogo”.

CLIMA DE VINGANÇA
Na Bélgica, o clima é de vingança por 2002, quando o Brasil eliminou os diabos vermelhos nas oitavas de final. Naquela ocasião, Marc Wilmots teve um gol mal anulado que abriria o placar. O jornal Het Laatste Nieuws, inclusive, faz duras críticas a Neymar, dizendo que o camisa 10 é o jogador que passa mais tempo no chão na Copa. O diário também afirma que o Brasil recusou um amistoso contra a Bélgica antes da competição “por medo”.

A Bélgica deve entrar em campo contra o Brasil com a seguinte formação: Courtois; Vertonghen, Kompany e Alderweireld; Axel Witsel, Kevin De Bruyne, Nacer Chadli e Thomas Meunier; Fellaini, Hazard e Romelu Lukaku.

 
 
  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento
" />