Apesar de boicote diplomático, Macron vê jogo da França em São Petersburgo

A presença do presidente põe em xeque um boicote diplomático à Rússia organizado pela Inglaterra em março

por Agência Estado

  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento

Campinas, SP, 10 (AFI) - O presidente francês, Emmanuel Macron, está presente na Arena Zenit, em São Petersburgo, para assistir ao jogo da seleção do seu país contra a Bélgica, nesta terça-feira, pela primeira semifinal da Copa do Mundo da Rússia. Macron decidiu comparecer ao local apesar do boicote diplomático aplicado por alguns países ocidentais ao governo de Wladimir Putin.

Ele está acompanhado da ministra do Esporte, Laura Flessel-Golovic. Antes de embarcar para a Rússia, Macron enfatizou que a viagem não terá motivos diplomáticos. Ele deve retornar no mesmo dia para a França, após o final da partida disputada em São Petersburgo, e não tem outros eventos marcados na agenda oficial.

A presença do presidente põe em xeque um boicote diplomático à Rússia organizado pela Inglaterra em março. A primeira-ministra Theresa May anunciou que nenhum ministro ou membro da família real britânica compareceria à Rússia para assistir à Copa do Mundo, o que até agora se consolidou.

O motivo é o envenenamento do ex-espião russo Serguei Skripal, que cedeu informações ao governo britânico, e também de sua filha. A Inglaterra responsabiliza o governo russo pelo ataque, enquanto Moscou nega qualquer envolvimento. A mesma substância também envenenou um casal no dia 30 de junho, na mesma região, o que técnicos suspeitam ser causado pela permanência do veneno no ambiente.

Nas tribunas do estádio, o presidente francês terá a companhia de dirigentes do primeiro escalão russo e também do rei da Bélgica, Philippe, e da rainha Matilde. Este é o segundo jogo belga em que o casal real comparece na Rússia. Na partida anterior, contra a Tunísia, o rei esteve acompanhado do primeiro-ministro, Charles Michel.

Também estão presentes no local o presidente da Fifa, Gianni Infantino, e o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin. Além deles, assistem ao jogo in loco o cantor Mike Jagger, da banda Rolling Stones, e o ex-jogador francês Jean Pierre Papin.

 
 
  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento
" />