Rússia 5 x 0 Arábia Saudita - Massacre russo na estreia da Copa do Mundo

No fim, o resultado serviu para mostrar que os donos da casa vão lutar de forma intensa por uma das vagas nas oitavas

por Agência Futebol Interior

  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento

São Paulo, SP, 14 - A Copa do Mundo começou com festa russa em Moscou. Nesta quinta-feira, no estádio Luzhniki, a Rússia fez o que a torcida esperava - pressionou a saída de bola da Arábia Saudita, foi rápida na transição para o ataque e transformou chances criadas em gols para atropelar a adversária por 5 a 0 no jogo de abertura da competição.

Isso será fundamental na difícil missão da equipe no Grupo A do Mundial. Em uma chave que ainda conta com Uruguai e Egito, que jogam nesta sexta-feira em Ecaterimburgo, estrear com vitória era premissa fundamental para alimentar o sonho de tentar avançar para as oitavas de final do torneio.

Palpites e dicas de Apostas Esportivas na Copa em www.apostasesportivas24.net

COMEÇOU EM CIMA

Logos nos primeiros minutos, a seleção russa cumpriu à risca o que o técnico Stanislav Cherchesov havia pedido aos jogadores na véspera da estreia: dedicação e velocidade na transição para o ataque. Antes mesmo do primeiro gol, a equipe já tinha mais posse de bola e explorava principalmente os lados do campo.

Aos 11 minutos da primeira etapa, a pressão russa surtiu efeito. Após cobrança de escanteio, Golovin recebeu bom passe de Zhirkov na entrada da área pelo lado esquerdodo campo. Quase sem marcação, ele teve tempo de erguer a cabeça e cruzar na segunda trave. Gazinsky subiu mais que o zagueiro, que caiu deitado no gramado no lance, ecabeceou no canto direito, sem chance de defesa para o goleiro Abdullah Almuaiouf.

Aos 14 minutos, o lateral-direito brasileiro naturalizado russo Mário Fernandes recebeu Dzagoev pelo lado direito tocou rasteiro para Smolov, que chutou para o gol,mas foi travado pela zaga. Com isso, a bola subiu e iria cair dentro do gol, mas o goleiro árabe conseguiu espalmar a bola - Mário Fernandes estava impedido no lance,mas o bandeira não paralisou o lance.

FOI ESQUENTANDO

Os árabes não conseguiam criar nenhuma jogada de perigo e a Rússia continuava com facilidade para chegar ao ataque. Aos 22 minutos, o atacante Dzagoev, camisa nove daseleção russa, sentiu contusão na coxa esquerda e caiu no gramado. Ele precisou sair do jogo e em seu lugar entrou Cheryshev.

Depois de desperdiçar algumas boas chances, a Rússia chegou ao segundo gol no final do primeiro tempo. Em saída muito rápida pela direita, a defesa da Arábia ficou correndo atrás da bola e não conseguiu impedir que Zobnin carregasse a bola na entrada da área e tocasse para Cheryshev. O camisa seis, que havia entrado no lugar de Dzagoev, cortou dois marcadores com uma "levantadinha" na bola e bateu firme na saída do goleiro para marcar o segundo gol russo no estádio Luzhniki, para festa da torcida.

No segundo tempo, a Arábia Saudita ainda tentou incomodar um pouco o goleiro Akinfeev no começo, mas o último passe sempre saía com defeito. A Rússia, que voltou para segunda etapa até um pouco mais recuada, voltou as e lançar para a frente e as chances de gol para os donos da casa voltaram a surgir.

Em uma delas, aos 22 minutos, Golovin recebeu a bola pelo lado direito do ataque. De novo, como no primeiro gol, a marcação da defesa da Arábia Saudita ficou apenas olhando o russo, que levantou a cabeça e colocou na medida para Dzyuba, que havia acabado de entrar no lugar de Smolov, cabecear com estilo para marcar o terceiro gol da Rússia.

TÁ TRANQUILO

A partir daí, a Rússia passou a se preservar. Seus jogadores trocavam passes mais no meio-campo. A Arábia Saudita, de forma quase infantil, fazia uma marcação homem a homem no campo de ataque russo. O resultado disso é que os jogadores sauditas ficavam literalmente correndo atrás da bola, enquanto os russos trocavam passes de forma tranquila, apenas cadenciando o jogo.

A parte final da partida, com a temperatura já na casa dos 15 graus, mas com sensação térmica de 10 graus, estava apenas servindo para a torcida da Rússia fazer a festa com os jogadores e ampliar o placar para 5 a 0, com dois gols nos descontos. Primeiro, Cheryshev mostrou que queria mais. Ele, que na primeira etapa havia marcado seu primeiro gol com a seleção russa, recebeu boa bola de Dzyba. Com espaço, marcou o seu segundo no jogo, o quarto dos donos da casa em um lindo chute de trivela, com o pé esquerdo, do bico da área, aos 46 minutos da segunda etapa.

GOLAÇO

Depois, aos 49, a defesa da Arábia Saudita fez uma falta boba na entrada da área. Alexander Golovin cobrou com categoria e marcou o quinto gol dos donos da casa. No estádio, a celebração foi intensa e a promessa era de que a festa invadirá a noite em Moscou. A Fan Fest na área da Universidade Estatal da cidade teve lotação máxima. O próximo jogo da Rússia será no dia 19, às 15h (horário de Brasília), contra o Egito em São Petersburgo. A Arábia Saudita encara o Uruguai no dia 20, às 12h (horário de Brasília), em Rostov.

No fim, o resultado serviu para mostrar que os donos da casa vão lutar de forma intensa por uma das vagas nas oitavas de final da competição. Bom para a Copa do Mundo, que poderá ver o torcedor russo se animar e, por consequência, pegar gosto pela festa do futebol.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
1ª rodada
Data
14/06/2018
Horário
12h00
Local
Olímpico Lujniki - Moscou ()
Árbitro
Néstor Pitana (ARG)

Assistentes

Público
78.011 torcedores
Cartões Amarelos
Rússia: Golovin, Aljassam

Gols
Rússia: Gazinskiy 11' 1T, Cheryshev 42' 1T, Dzyuba 25' 2T, Cheryshev 46' 2T, Golovin 49' 2T
Rússia
Akinfeev;
Mario Fernandes, Kutepov, Ignashevich e Zhirkov;
Zobnin, Gazinsky, Samedov (Daler Kuzyaev) e Golovin;
Dzagoev (Cheryshev) e Smolov (Artem Dzyuba).
Técnico: Stanislav Cherchesov
Arábia Saudita
Abdullah Almuaiouf;
Alburayk, Hawsawi, Othman e Alshahrani;
Otayf (Fahad Almuwallad), Alfaraj e Aljassam;
Aldawsari, Alsahlawi (Muhannad Asiri) e Alshehri (Fahad Almuwallad).
Técnico: Juan Antonio Pizzi
 
 
  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento
" />