Copa do Mundo: Jogadores do Irã ficam sem chuteiras por sanção econômica dos EUA

A Nike deixou de enviar chuteiras por conta do embargo e os jogadores foram obrigados a procurar outros modelos

por Agência Estado

  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento

Campinas, SP, 09 (AFI) - As sanções econômicas impostas pelos Estados Unidos ao Irã por causa da ruptura do acordo nuclear estão dificultando a preparação da seleção para a Copa do Mundo. Os problemas vão desde a falta de chuteiras para alguns atletas até o cancelamento de amistosos por parte das seleções alinhadas aos Estados Unidos.

A Nike, uma das fornecedoras de material esportivo, deixou de enviar as chuteiras para atender o embargo, que abrange todas as empresas norte-americanas. Com isso, alguns atletas terão de buscar outro parceiro. Um dos jogadores é o atacante Saman Ghoddos, que atua na Suécia.

Na opinião do treinador Carlos Queiróz, os atletas estão sofrendo também com o cancelamento dos amistosos de preparação. Grécia e Kosovo fizeram tantas exigências que a federação iraniana optou por cancelar as partidas.

"Tivemos imensas dificuldades. Esta nossa preparação, comparada a de outras seleções, é quase uma brincadeira de Walt Disney, um passeio. Sem jogos de preparação, com equipes cancelando as partidas de preparação com motivos muito pouco claros. Foi muito difícil", disse o treinador no treino aberto que a seleção fez neste sábado no estádio Strogino, nos arredores de Moscou.

O português afirma que a federação pretende enviar uma reclamação formal à Fifa por causa dos transtornos causados pelas sanções econômicas. "Num mundo em que precisamos neste momento de mensagens de harmonia, tolerância e de paz é lamentável a interferência e a pressão sobre meia dúzia de rapazes. Eles têm a única missão e propósito de jogar futebol", disse o português.

 
 
  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento
" />