Guia do Grupo H: Colômbia é a favorita em chave bem equilibrada

Senegal, Polônia e Japão disputam segundo lugar

por Agência Futebol Interior

  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento

O último grupo do mundial é certamente o mais equilibrado do torneio. A chave H conta com Colômbia, Senegal, Polônia e Japão e todos entram com esperanças de classificação para as oitavas de final. Deste bolo, a seleção sul-americana é a única que se destaca e aparece como a mais cotada para avançar na Copa do Mundo 2018.

Colombianos buscam repetir sucesso de 2014

Com James Rodriguez inspirado, a Colômbia enfim apagou todas as decepções anteriores com uma belíssima campanha em 2014. Na ocasião, a seleção atropelou todos os seus adversários e foi cair apenas nas quartas de final para o Brasil.

A equipe vem para esta edição com a base de quatro anos atrás e ainda adição de Falcão Garcia, que ficou de fora naquela disputa por ter se lesionado na véspera do Mundial.

Isso faz com que a Colômbia chegue na Rússia como a mais cotada para ficar com o primeiro lugar do grupo H, pagando R$ 2,37 para cada real. Quem preferir investir apenas na classificação leva R$ 1,36.

No entanto, para consigo algo além disso terá que recuperar o futebol apresentado no Brasil. Ao longo dos quatro anos, a equipe oscilou bastante e se afastou do grupo das coadjuvantes. A chance de ir longe fica menor principalmente porque nas oitavas de final terá pela frente Bélgica ou Inglaterra. Caso se superem e desbanquem um destes europeus e voltem as quartas de final rendem R$ 2,87 para R$ 1,00. Já um lugar na semifinal, que seria um recorde do pais, dá excelentes R$ 6,50 por real investido.

Senegal comandado por Mané

Apesar do holofote ter ficado mais em Salah e Roberto Firmino, o ataque do Liverpool funcionou principalmente pela agilidade e os gols de Mané. O jogador foi um dos grandes nomes desta temporada e faz do Senegal uma boa opção de investimento nas apostas online. Afinal, uma classificação para as oitavas de final garante R$ 2,25 para R$ 1,00.

O feito desta vez é bem mais fácil do que era em 2002, quando o país ficou em uma chave com a atual campeão até então França, Uruguai e Dinamarca. Naquela edição, os senegaleses foram até as quartas de final, quando caíram para a Turquia, na prorrogação.

Outra diferença é que o time é bem mais forte do que naquele ano de estreia. Além de Mané, a equipe conta com nomes importantes para seus clubes como Koulibaly, Guerye, Kouyaté, Baldé e Niang, que podem ajudar o time a fazer uma boa Copa do Mundo.

Polônia depende do brilho do ataque

Depois de ficar de fora em 2010 e 2014 a Polônia retorna ao Mundial. O objetivo é no mínimo alcançar o feito de 1986, quando chegou nas oitavas de final, pois um terceiro lugar como em 1982 parece uma tarefa distante.

Isso porque embora conte com nomes conhecidos como Szczesny (Juventus), Piszczek (Borussia Dortmund) e Blaszczykowski (Wolfsburg), a seleção é totalmente dependente do brilho de Robert Lewandowski.

O atacante sem dúvidas é um dos jogadores mais perigosos dentro da grande área, porém, na Euro teve uma atuação sem muito destaque, fazendo com que a seleção sofresse em todas as partidas. Se o camisa 9 não estiver com faro apurado, a equipe pode sofrer na luta pela classificação, que vale R$ 1,57 para R$ 1,00.

O ponto positivo para os poloneses é que eles encaram o rival mais fraco do grupo na última rodada, quando podem precisar de pontos para a classificação.

Japão corre por fora

Das quatro equipes do grupo H a que tem menos força é a Japonesa. Isso porque ao contrário dos seus adversários o time não conta com uma grande estrela. O nome de maior destaque é Shinji Kagawa, mas que não consegue repetir as boas atuações da primeira passagem pelo Borussia Dortmund, entre 2010 e 2012. Isso faz com que o Japão dê R$ 3,00 para cada real se avançar para as oitavas de final, algo que conseguiu em apenas duas de suas cinco participações.

Jogos do Grupo H da Copa do Mundo

Terça-feira (19/06)

9h – Colômbia (R$ 1,71) x (R$ 5,84) Japão. Empate: R$ 3,66

12h – Polônia (R$ 2,36) x (R$ 3,33) Senegal. Empate: R$ 3,24

Domingo (24/06)

12h – Japão (R$ 3,62) x (R$ 2,16) Senegal. Empate: R$ 3,30

15h – Polônia (R$ 3,35) x (R$ 2,29) Colômbia. Empate: R$ 3,26

Quinta-feira (28/06)

11h – Japão (R$ 4,31) x (R$ 1,89) Polônia. Empate: R$ 3,49

11h – Senegal (R$ 3,99) x (R$ 2,01) Colômbia. Empate: R$ 3,35

 
 
  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento
" />