Guia do Grupo G: Inglaterra e Bélgica em chave fácil contra Panamá e Tunísia

Europeus entram com enorme favoritismo na luta pelas vagas nas oitavas de final

por Agência Futebol Interior

  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento

A Copa do Mundo 2018 começa nesta semana, mas o grupo G terá seus primeiros jogos apenas na outra segunda-feira. No entanto, somente uma grande zebra tiraria Inglaterra e Bélgica das oitavas de final. Isso porque os europeus estão na mesma chave de Panamá e Tunísia, que não possuem nenhuma tradição em mundiais.

A famosa geração belga

Antes da bola rolar em 2014 tudo o que se falava era do talento da geração belga. A seleção até que foi longe na disputa, caindo apenas nas quartas de final para a Argentina, porém, teve péssimas atuações. Na Euro 2016 o roteiro se repetiu e o time caiu na mesma fase, desta vez para o País de Gales.

Isso faz com que a Bélgica vá para a Rússia com uma pressão para apresentar um bom futebol. Ainda mais que se antes apenas Eden Hazard era badalado, agora ele está acompanhado de Kevin De Bruyne, que fez uma temporada brilhante pelo Manchester City.

Além dos dois, a equipe conta com ótimos nomes como Courtois, Lukaku e Mertens. Jogadores de nível o suficiente para que a seleção entre como a mais cotada para terminar em primeiro do grupo G, pagando R$ 1,83 para cada real.

No entanto, qualquer desempenho que não leve a equipe no mínimo para as quartas de final novamente será tratado como fiasco. Prova disso é que os belgas são um dos favoritos para alcançarem esta fase, rendendo R$ 1,57 para R$ 1,00. Atrás somente de Brasil, Alemanha, França e Espanha, que garantem R$ 1,44.

Inglaterra mais discreta

Assim como a Bélgica, a Inglaterra já foi em outras Copas com status de favorita.Depois de decepcionar tantas vezes, a seleção foi retirada desta lista e passou a ser tratada como coadjuvante.

Acontece que este fato pode ajudar a equipe chegar longe na competição, pois realmente conta com bons jogadores e desta vez sem pressão. A marcação segue sendo o forte, só que os ingleses agora contam com Dele Alli, Harry Kane, Jamie Vardy e Marcus Rashford na frente. Por mais que um destes quatro sempre fique no banco, todos têm poder de decisão e podem ajudar o país a enfim fazer uma boa campanha. Quem acreditar que estas peças levariam a Inglaterra no mínimo para as quartas de final fatura R$ 1,80 para cada real.

O feito não seria absurdo, pois mesmo que passe em segundo no grupo, muito provavelmente teria Colômbia ou Polônia na fase seguinte e a chance de avançar seria grande. Porém, quem quiser investir apenas que a seleção se classifica para as oitavas de final leva R$ 1,12 para R$ 1,00. A aplicação que isso ocorre com o primeiro lugar da chave rende R$ 2,20.

Tunísia e seu desempenho de figurante

Com quatro participações na sua história, a Tunísia só conseguiu vencer uma única partida. Sem nunca ter avançado para as oitavas de final, a seleção costuma sempre ser um saco de pancadas e caso seja diferente neste ano será uma grande surpresa. Isso fica claro nos valores envolvidos no desempenho da equipe. Uma classificação rende R$ 5,00 para R$ 1,00.

Se der o esperado, que é uma queda na fase de grupos, o retorno é de R$ 1,16 em cada real. Vai ser difícil fugir disso, pois o país sequer conta com um grande nome. O jogador de maior destaque é Wahbi Khazri, que joga no Rennes sem muito brilho.

Panamá faz sua estreia

Depois de amarelar nas eliminatórias para 2014, o Panamá enfim conseguiu sua vaga. Acontece que assim como os africanos, a equipe não dar sinais de que pode surpreender. O time aliás parece até mais azarão, pois rende R$ 1,07 por uma eliminação ainda na primeira fase, enquanto uma classificação garante inacreditáveis R$ 10,00.

O país é outro que não possui jogadores de muito talento. A esperança está nos pés de Blas Pérez e Luis Tejada, que são os maiores artilheiros da história do Panamá, mas que são nomes sem destaque até mesmo no continente americano, onde fizeram as suas carreiras até aqui.

Jogos do Grupo G da Copa do Mundo

Segunda-feira (18/06)

12h – Bélgica (R$ 1,18) x (R$ 20,55) Panamá. Empate: R$ 7,37

15h – Tunísia (R$ 9,39) x (R$ 1,41) Inglaterra. Empate: R$ 4,55

Sábado (23/06)

9h – Bélgica (R$ 1,31) x (R$ 10,63) Tunísia. Empate: R$ 5,35

Domingo (24/06)

9h – Inglaterra (R$ 1,21) x (R$ 17,43) Panamá. Empate: R$ 6,45

Quinta-feira (28/06)

15h – Inglaterra (R$ 2,94) x (R$ 2,46) Bélgica. Empate: R$ 3,22

15h – Panamá (R$ 3,68) x (R$ 1,27) Tunísia. Empate: R$ 3,20

 
 
  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento
" />