Copa do Mundo: Zagueiro do Panamá admite favoritismo belga e prevê dificuldades na estreia

A equipe da América Central joga no próximo dia 18 a primeira partida de Copa do Mundo de sua história

por Agência Estado

  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento

Campinas, SP, 09 (AFI) - Em sua primeira Copa do Mundo na história, o Panamá terá tarefa bastante complicada logo na estreia. No próximo dia 18, a seleção centro-americana entra em campo pela primeira vez na competição para encarar a Bélgica, considerada uma das candidatas ao título na Rússia. Os jogadores panamenhos sabem da dificuldade que enfrentarão e admitem o favoritismo do rival.

"É um rival difícil e é nossa primeira copa do mundo. Mas vamos seguir trabalhando, porque do outro lado haverá jogadores que estão na Europa, com destaque. Nós, os zagueiros, temos que saber nos posicionar, lidar com eles, o que fazer dentro de campo. E acho que temos tempo para trabalhar e mentalizar esta primeira partida", considerou o defensor Fidel Escobar.

Diante de um time que conta com nomes como os de Carrasco, Mertens, De Bruyne, Hazard e Lukaku, o sistema defensivo do Panamá, de fato, precisará de muita atenção na estreia. Mas alguns jogadores ainda estão comemorando a possibilidade de disputar a primeira Copa do Mundo da carreira.

"Estou muito feliz de estar aqui no Mundial, de fazer parte desta seleção, desta equipe, desta comunidade. Agora, é trabalhar para conseguir um lugar entre os 11 iniciais. Mas estou muito contente por estar aqui", comentou o também zagueiro Harold Cummings.

No treino deste sábado, o Panamá recebeu a visita do instrutor de árbitros da Fifa, Héctor Vergara, para uma palestra sobre a utilização do árbitro de vídeo na Copa. "Sobre isso, já conhecemos o instrumento por causa da MLS. É só questão de se adaptar", disse Cummings, jogador do San José Earthquakes na Major League Soccer dos Estados Unidos.

 
 
  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento
" />