Copa do Mundo: Após estreia da Rússia, Mário Fernandes relembra erros no Brasil

O jogador ficou reconhecido pelo talento, mas também pelas polêmicas extracampo

por Agência Estado

  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento

São Paulo, SP, 14 - Feliz pela estreia com goleada sobre a Arábia Saudita na Copa do Mundo, nesta quinta-feira, o lateral Mário Fernandes, nascido no Brasil e naturalizado russo, foi bastante procurado pela imprensa brasileira após o 5 a 0 em Moscou. E perguntado sobre o passado no futebol do País, onde foi revelado pelo Grêmio, o jogador não escondeu o arrependimento por erros cometidos.

"Tinha problemas com a vida noturna, todo mundo sabia quando eu jogava no Brasil. Em Porto Alegre, eu saía mesmo, bebia e bebia muito. Então, claro que eu me arrependo disso. Hoje em dia, não faço mais. Pode perguntar para quem quiser", declarou.

No início da carreira como profissional, Mário Fernandes ficou reconhecido pelo talento, mas também pelas polêmicas extracampo. Com a camisa do Grêmio, chegou a sumir por alguns dias, após fugir da delegação, e criou muita preocupação ao clube. Além de reconhecer os erros, o jogador garante que este comportamento ficou para trás.

Mário Fernandes foi titular da seleção russa
Mário Fernandes foi titular da seleção russa
MUDANÇA!
"Virei mais profissional. Se você perguntar aqui, todo mundo vai falar que eu sou um cara profissional, que treina bastante, que faz as coisas corretas. A gente, quando é novo, faz coisas de que se arrepende. Eu ainda sou novo, mas isso serviu de aprendizado para mim", afirmou.

Um dos episódios mais marcantes das polêmicas vividas por Mário Fernandes foi a recusa à seleção brasileira. Em 2011, convocado por Mano Menezes, o jogador alegou "problemas particulares" e não se apresentou à equipe. Na época, chegou a dizer que não se arrependia, mas, agora, voltou atrás.

"Claro que eu me arrependo. Não me apresentei por motivos meus. Não digo estar arrependido por não estar na seleção brasileira agora, mas claro que hoje eu não faria o mesmo", afirmou.

"Foi um problema particular, mas a Rússia me abriu as portas aqui e hoje estou muito feliz. Não preciso falar o motivo. Me arrependo do que eu fiz, mas a Rússia me abriu as portas e eu aceitei."

 
 
  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento
" />