Copa do Mundo: 'Se eu estivesse em campo no 7 a 1, seria diferente', diz Neymar

Na ocasião, o lesionado atacante, então no Barcelona, foi substituído pelo meia-atacante Bernard, então do Atlético-MG

por Agência Estado

  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento

Campinas, SP, 14 - Vivendo a melhor fase dos últimos anos e estando às vésperas da estreia na Copa do Mundo da Rússia, a Seleção Brasileira lutará para tentar apagar da memória o pior resultado da sua história, a goleada de 7 a 1 sofrida diante da Alemanha no Mundial de 2014, no Brasil. No entanto, o principal craque do time canarinho, Neymar, ainda sofre bastante com o resultado e afirma que a história poderia ter sido diferente se ele estivesse em campo.

O camisa 10 da seleção não atuou naquela ocasião por estar lesionado - ele levou uma pancada nas costas durante a partida contra a Colômbia, pelas quartas de final, e sofreu uma fratura em uma das vértebras que o tirou do resto da competição. Portanto, viu de fora a sonora derrota do Brasil do lado de fora do campo e revelou que o incômodo com o resultado persiste em sua mente.

"Eu gostaria muito de jogar essa partida outra vez, comigo em campo. Estou seguro de que o resultado seria outro. Tenho certeza disso. Mas lamentavelmente foi o que o destino decidiu. Tenho que aceitar, mas continua sendo difícil", afirmou Neymar, em entrevista ao portal alemão Spox.com.

Copa do Mundo: 'Se eu estivesse em campo no 7 a 1, seria diferente', diz Neymar
Copa do Mundo: 'Se eu estivesse em campo no 7 a 1, seria diferente', diz Neymar
QUEM LEMBRA?
Na ocasião, o lesionado Neymar foi substituído pelo meia-atacante Bernard, então do Atlético-MG. A escolha do técnico Luiz Felipe Scolari não foi bem-sucedida e o time brasileiro chegou a estar perdendo por 5 a 0 ainda no primeiro tempo, tendo sido derrotada por 7 a 1 - o gol de honra foi marcado pelo meia Oscar, que perdeu espaço no elenco após a chegada do técnico Tite ao comando da seleção.

"Foi uma derrota enorme, para todos os brasileiros. Também para mim, porque eu não estava em campo, mas fazia parte daquele grupo. Me senti igual a eles e estava consternado como qualquer outro deles. As expectativas no nosso país eram quase desumanas e a Alemanha era um adversário excelente. Quem sabe nos encontremos novamente com a Alemanha e haja uma revanche", afirmou o brasileiro.

PRA CIMA!
O Brasil estreia na Copa do Mundo da Rússia neste domingo, diante da Suíça, às 15h (horário de Brasília). A Alemanha, por sua vez, fará sua primeira partida três horas antes, ao meio-dia, contra o México. As chances de um encontro prematuro entre as seleções já nas oitavas de final existem - se um dos dois times passar para a segunda fase em primeiro e o outro em segundo lugar em seus grupos. Se os dois ocuparem as mesmas posições em suas chaves, eles só poderão se enfrentar em uma possível final.

 
 
  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento
" />