Criciúma x Ponte Preta - Copa do Brasil tem duelo entre dois times sob desconfiança

Carvoeiro é lanterna do Catarinense, enquanto a Macaca corre atrás de identidade com a paralisação do Paulistão

por Agência Futebol Interior

Criciúma, SC, 8 (AFI) – Criciúma e Ponte Preta vão disputar uma vaga na terceira fase da Copa do Brasil, nesta quinta-feira, a partir das 19 horas, no estádio Heriberto Hulse, na cidade de Criciúma. O time da casa está em crise, sem técnico e ameaçado de rebaixamento do Campeonato Catarinense. O time paulista faz campanha regular no início do Paulistão e vive sob desconfiança de sua torcida.

Na primeira fase da Copa do Brasil os dois times atuaram fora de casa. O time Carvoeiro empatou sem gols com o Marília, em jogo disputado em Cariacica (ES). A Ponte Preta venceu o Gama, por 2 a 1. Em caso de empate, a vaga vai ser definida nos pênaltis. Quem chegar à terceira fase vai embolsar a quantia de R$ 1,7 milhão.

RÁDIO FI AO VIVO
Este jogo vai ter a transmissão da Rádio FUTEBOL INTERIOR, a maior audiência na WEB, além de poder ser acompanhada também no Facebook e no Youtube. A abertura da jornada vai acontecer às 18 horas.


A narração vai ser de Carlos Corsato, comentários de Bruno Betelli e reportagens de Wendel Coral. A apresentação será de Claudinei Corsi e Marcelo Corsato, com Thiago Barbosa no comando técnico.

COM INTERINO
O Criciúma faz péssima campanha no Catarinense, onde em oito jogos perdeu quatro vezes e empatou quatro. Soma quatro pontos e segura a lanterna da competição.

O técnico Hemerson Maria foi a última vítima da falta de organização do clube, que nos últimos anos só vem caindo pelas tabelas. O novo comandante não está definido. O Carvoeiro vai ser dirigido pelo auxiliar técnico fixo do clube Wilson Vaterkemper.

O interino deve manter a base que empatou com o Marcílio Dias, por 1 a 1, no último final de semana. Talvez a única mudança seja no gol. Criticado, Gustavo tem a vaga ameaçada por Alisson.

Ponte Preta busca vaga e dinheiro em Criciúma
Ponte Preta busca vaga e dinheiro em Criciúma

FALTA DE RITMO
Na Ponte Preta a principal preocupação é a falta de ritmo de jogo. O time está sem jogar no Paulistão, paralisado devido a covid-19.

“O lado bom é que recuperamos vários jogadores que pegaram a doença e pudemos equilibrar a parte física do grupo” – explica o técnico Fábio Moreno, o Fabinho.

Em relação ao time titular, o volante Dawhan ganhou a vaga do meia Vini Locatelli, deixando o time mais forte na marcação.

Recuperados de lesões musculares, o meia Renan Mota e o atacante Paulo Sérgio ficam à disposição do treinador. O zagueiro Ednei, em recuperação de entorse no tornozelo, e o meia Thalles, ainda em repouso após cirurgia na vista, por outro lado, serão desfalques.