Santos 0 x 0 Ceará - E a decisão ficou para a Arena Castelão...

Equipes se enfrentaram na tarde desta quarta-feira (28), na Vila Belmiro, pela rodada de ida das oitavas de final da Copa do Brasil

por Agência Futebol Interior

Santos, SP, 28 (AFI) - Com um a menos por todo o segundo tempo, já que o zagueiro Lucas Veríssimo foi expulso no apagar das luzes da etapa inicial, o Santos conseguiu segurar o empate sem gols com o Ceará, na tarde desta quarta-feira (28), na Vila Belmiro, em Santos (SP), pela rodada de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

A partida teve transmissão da Rádio Futebol Interior em parceria com a Rádio Web Gigante

Cabe destacar que gol fora não é critério de desempate. Ou seja, empate no agregado após 180 minutos levará à disputa de pênaltis. A partida volta, inclusive, acontece no dia 4, quarta-feira, em Fortaleza (CE), na Arena Castelão, às 19h. Os confrontos de quartas de final, que já têm o São Paulo como um dos garantidos, serão definidos por sorteio.

Foto: Divulgação - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

CONFIRA O LANCE DA EXPULSÃO

Espaço incorporado por HTML (embed)

PRIMEIRO TEMPO
Atuando dentro de casa, o Santos se lançou ao ataque nos primeiros minutos de partida. Entretanto, encontrou dificuldades para criar e ser mais incisivo, tanto que a chance principal deste começo saiu aos cinco, quando Marinho bateu cruzado, com 'veneno', e Lucas Veríssimo quase conseguiu desviar para dentro.

O Ceará respondeu na sequência, em dois ótimos contra-ataques. Aos dez, Fernando Sobral arrancou pelo lado direito e, livre, da entrada da área, finalizou cruzado. Acabou pegando estranho e mandando próximo à trave direita. Já aos 14, Fabinho cruzou da direita e encontrou Léo Chú. Mesmo sozinho na pequena área, tocou de cabeça, direto para fora.

O grande momento santista, entretanto, saiu aos 29. Solteldo bailou para cima da zaga visitante e bateu para boa defesa de Fernando Prass. No rebote, Lucas Braga, sem goleiro, mas desequilibrado, cabeceou por cima do travessão. Os cearenses ainda chegaram aos 36, com Vina exigindo intervenção de João Paulo após arriscar da entrada da área.

VEJA OS MELHORES LANCES

O principal lance da etapa inicial, de qualquer forma, aconteceu aos 44. Lucas Veríssimo subiu com o pé muito alto em jogada no meio de campo e acertou a cabeça de Rafael Sóbis, que sangrou bastante e precisou de uma touca para ajudar no estancamento. Após revisão no VAR, o defensor santista acabou tomando cartão vermelho.

ETAPA FINAL
Com um homem a menos, o Ceará retornou dos vestiários apertando. Logo aos três minutos, inclusive, forçou erro na saída de bola adversária, Fernando Sobral acionou Charles, que encontrou Léo Chú. Ele finalizou cruzado, tirando tinta da trave esquerda.

Na sequência, houve um pequeno embate entre Marinho, atacante mandante, e Fernando Prass, goleiro visitante. Aos sete, o cearense voou, de mão trocada, para fazer a defesa em tentativa de fora da área. Aos 13, o avançado aproveitou cruzamento de Soteldo, mas parou no arqueiro.

Na reta final do duelo, os nordestinos conseguiram ter o controle das ações. Aos 23, Rafael Sóbis passou para Rick, que bateu com perigo, para fora. Os cearenses ainda seguiram pressionando, mas os paulistas se safaram e seguraram o empate sem gols.

CONFIRA IMAGENS DO DUELO

Ficha Técnica

Fase
Oitavas de Final
Rodada
1ª rodada
Data
28/10/2020
Horário
16h00
Local
Vila Belmiro - Santos (SP)
Árbitro
Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)

Renda
---
Assistentes
Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)

Público
Portões fechados
Cartões Amarelos
Santos-SP: Jean Mota, Marinho, Tailson, Luiz Felipe , Madson
Ceará-CE: Charles, Léo Chú, Fabinho, Rick

Cartões Vermelhos
Santos-SP: Lucas Veríssimo
Santos-SP
João Paulo;
Madson, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan;
Jobson (Sandry), Diego Pituca e Jean Mota (Luiz Felipe);
Marinho, Lucas Braga (Tailson) e Soteldo (Arthur Gomes).
Técnico: Cuca
Ceará-CE
Fernando Prass;
Eduardo, Tiago Pagnussat, Luiz Otávio e Bruno Pacheco;
Charles (Lima), Fabinho, Fernando Sobral (Wescley), Vina e Léo Chú (Rick);
Rafael Sobis (Mateus Gonçalves).
Técnico: Guto Ferreira