Paraná 3 x 2 Bahia de Feira-BA - Três gols em sete minutos e virada inacreditável!

Com gols aos 46, 47 e 53 minutos da etapa final, o time paranaense reverteu a situação e se garantiu na terceira fase

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 26 (AFI) - Com três gols em sete minutos, o Paraná conquistou uma das viradas mais inesperadas da história do futebol. Na noite desta quarta-feira, o Tricolor recebeu o Bahia de Feira pela segunda fase da Copa do Brasil e foi surpreendido com dois gols e boa atuação adversária. Mas com gols aos 46, 47 e 53 minutos da etapa final, o time paranaense reverteu a situação e se garantiu na terceira fase.

VEJA OS GOLS DA VIRADA ESPETACULAR !

PERDEU A CHANCE

Com isso, o Bahia de Feira segue sem nunca ter avançado à terceira fase da competição. Em 2012, eliminou o Aquidauanense-MS, mas caiu para o São Paulo na segunda fase. Dois anos depois, foi eliminado logo na primeira fase pelo Corinthians. Nesta edição, havia passado pelo Luverdense-MT.

TERCEIRA FASE

O Paraná, que já chegou às quartas de final em suas melhores campanhas, havia eliminado o Palmas-TO na fase inaugural. Agora, o Tricolor da Vila vai encarar o Botafogo, que eliminou o Caxias-RS na primeira fase e, depois, o Náutico. A partir da terceira fase, a vaga é decidida em jogos de ida e volta, com os mandos de campo sendo definidos por sorteio.

PRIMEIRO TEMPO MORNO
O primeiro tempo foi tranquilo, com as equipes se estudando e com poucas chances de gols. Aos 30 minutos, o Paraná chegou com perigo pela primeira vez com chute colocado de Michel para boa defesa do goleiro.

Paraná faz 3 gols no fim e conquista virada surreal na Copa do Brasil
Paraná faz 3 gols no fim e conquista virada surreal na Copa do Brasil
BAHIA DE FEIRA FAZ 2 A 0
No segundo tempo, porém, o Paraná voltou apático e o Bahia de Feira passou a gostar do jogo e a sair para o ataque. Aos 13, Deon fez boa jogada e tocou para Léo Porto, que chutou de primeira, cruzado, para abrir o placar para os visitantes.

Na jogada seguinte do Paraná, quase o empate, com Marcelo acertando o travessão. Mas quem chegou ao gol novamente, aos 22, foi o Bahia de Feira. Em cobrança de falta perfeita, Alex Cazumba fez 2 a 0. Golaço!

A partir daí o jogo passou a ficar mais tranquilo. O Paraná tentava avançar, mas o time estava nervoso e não conseguia criar chances claras. O Bahia de Feira, cada vez mais relaxado, já dava a classificação inédita como garantida.

VIRADA INACREDITÁVEL
Até que aos 46 minutos, uma das viradas mais improváveis começou a acontecer. Após escanteio curto, Renan Bressan cruzou na cabeça de Thales, que diminuiu na pequena área.. O tento parecia ser o chamado "Gol de Honra', mas apenas um minuto depois veio o empate.

Thiago Alves carregou a bola até a linha de fundo, pela esquerda, e cruzou para a área. Fabrício completou de primeira, rasteira, e deixou tudo igual. E quem pensou que a decisão por pênaltis já seria como uma vitória para o Paraná, pensou errado.

Aos 53, Renan Bressan usou a bola parada para fazer o terceiro gol do Paraná. Em cobrança de falta perfeita, pela direita e perto da grande área, ele cravou a classificação inacreditável do Paraná. O jogo acabou, mas será difícil para o torcedor tricolor esquecer.

Ficha Técnica

Fase
Segunda Fase
Rodada
1ª rodada
Data
26/02/2020
Horário
19h15
Local
Durival de Britto - Curitiba (PR)
Árbitro
Andrey da Silva E Silva (PA)

Renda
R$ 121.625,00
Assistentes
Helcio Araujo Neves (PA) e Jose Ricardo Guimaraes Coimbra (PA)

Público
6.277 pagantes / 6.612 presentes
Cartões Amarelos
Paraná-PR: Fabrício, Renan Bressan, Andrey
Bahia de Feira-BA: Alan, Paulo Paraíba

Cartões Vermelhos
Bahia de Feira-BA: Paulo Paraíba
Gols
Paraná-PR: Thales 46' 2T, Fabrício 47' 2T, Renan Bressan 53' 2T
Bahia de Feira-BA: Léo Porto 13' 2T, Alex Cazumba 23' 2T
Paraná-PR
Marcos;
Paulo Henrique, Thales, Fabrício e Juninho;
Carlos Dias (Renan Bressan), Kaio e Michel;
Marcelo (Rodrigo Rodrigues), Thiago Alves e Raphael Alemão (Andrey).
Técnico: Allan Aal
Bahia de Feira-BA
Alan;
Guilherme Escuro, Paulo Paraíba, Menezes e Alex Cazumba;
Capone, Diones e Bruninho;
Jonathan (Léo Porto), Fabrício (Marcone) e Deon;
Técnico: Barbosinha