Brasiliense-DF 1 x 1 Paysandu-PA - Em jogo tenso, Papão segue vivo na Copa do Brasil

A classificação para a segunda fase vai render mais R$ 650 mil aos cofres do time bicolor

por Agência Futebol Interior

Luziânia, GO, 06 (AFI) - Em um jogo bastante nervoso, o Paysandu garantiu a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil ao empatar com o Brasiliense, por 1 a 1, no Estádio Serra do Lago, em Luziânia.

A partida foi realizada em uma cidade que fica a 70km de Brasília porque o Estádio Serejão, em Taguatinga, não foi liberado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Como está mais bem colocado no ranking da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Paysandu tinha a vantagem do empate. O adversário na segunda fase é o CRB-AL, que na quarta-feira passou pelo Independente-PA.

VEJA OS GOLS DO EMPATE NO CENTRO-OESTE !

GOL RELÂMPAGO
O jogo começou bastante movimentado em Luziânia. Logo aos dois minutos, Perema subiu mais que todo mundo e colocou o Paysandu na frente do placar. Na sequência, o Brasiliense assustou em falta cobrada por Aldo e na cabeçada de Romário.

Jogadores do Paysandu comemoram o gol marcado pelo zagueiro Perema
Jogadores do Paysandu comemoram o gol marcado pelo zagueiro Perema

Depois, a qualidade da partida caiu e passou a ficar truncada, com entradas fortes para ambos os lados. Aos 32, Alex Maranhão exigiu defesa de Gabriel Leite. Três minutos depois, Neto Baiano parou em Edmar Sucuri.

EMPATOU CEDO
Logo aos seis minutos do segundo tempo, o árbitro assinalou pênalti para o Brasiliense ao ver a bola bater no braço de Micael dentro da área. Marcos Aurélio cobrou rasteiro no canto direito e deixou tudo igual.

Aos 22, Alex Murici arriscou de longe e Gabriel Leite espalmou para escanteio. Dois minutos depois, aconteceu um lance polêmico. O Brasiliense virou através de Peninha, mas a arbitragem, com muito atraso, anulou o gol.

HAJA CORAÇÃO
Nos minutos finais, o Brasiliense partiu com tudo para cima do Paysandu, que se defendia com todos os jogadores atrás da linha do meio de campo. Aos 42, Anderson Uchôa foi expuslo e deixou o Papão com um a menos.