Caxias-RS 1 x 1 Botafogo-RJ - Em jogo polêmico, Fogão avança na Copa do Brasil

O árbitro Lucas Canetto Bellote foi agredido por um dirigente do time grená

por Agência Estado

Caxias, RS, 06 - O Botafogo está classificado à segunda fase da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, o time carioca segurou o empate por 1 a 1 com o Caxias, no Estádio Centenário, no interior gaúcho, e passou de fase. Os gols da partida saíram na etapa inicial, com o time carioca sustentando a igualdade na segunda.

MELHORES MOMENTOS E A CONFUSÃO NO FINAL !

COM SUSTOS
Não foi sem sustos que o Botafogo se classificou. Diante de um adversário que lidera o seu grupo, está invicto e classificado antecipadamente às semifinais do primeiro turno do Campeonato Gaúcho, sofreu com a pressão adversária no primeiro tempo. E escapou da derrota nos acréscimos da segunda etapa, quando Da Silva desperdiçou chance incrível após erro de Carli.

Porém, o seu companheiro de zaga, Marcelo Benevenuto, foi o destaque defensivo, parando várias ações perigosas do Caxias. E o gol de Pedro Raul, peça mais perigosa do ataque botafoguense, acabou sendo decisivo para a classificação.

Membro da comissão técnica do Caxias dá uma joelhada em árbitro no Sul
Membro da comissão técnica do Caxias dá uma joelhada em árbitro no Sul

RECLAMAÇÕES E AGRESSÃO
Ao fim do jogo, os jogadores do Caxias cercaram o árbitro Lucas Canetto Bellote para reclamar da sua atuação, especialmente de um pênalti claro não marcado no primeiro tempo, e um membro da comissão o agrediu com uma joelhada na parte posterior da coxa, bem perto das nádegas.

O adversário do Botafogo na segunda fase da Copa do Brasil será conhecido apenas na próxima quarta-feira, quando o paranaense Toledo vai enfrentar o Náutico, em casa. Antes, no domingo, o time alvinegro terá pela frente o Fluminense, no Maracanã, pela rodada final da primeira fase da Taça Guanabara, em busca de uma vaga nas semifinais do primeiro turno do Campeonato Carioca.

O JOGO
O início da partida foi de pressão do Caxias, que contava com o apoio do seu torcedor para tentar pressionar o Botafogo e quase abriu o placar em um contra-ataque que terminou com uma finalização perigosa de Vinícius Baiano, defendida por Gatito.

Só que aí uma jogada de bola parada foi muito bem aproveitada pelo time carioca. Aos 13 minutos, Bruno Nazário cobrou a falta da direita, Carli desviou de cabeça e Pedro Raul completa para as redes, fazendo o seu quarto gol em quatro jogos disputados pelo clube.

Parecia ser o cenário ideal para o Botafogo: conter a euforia do Caxias e do seu torcedor logo no começo da partida, com um gol, e ainda podendo empatar para avançar de fase. Só que a resposta do time gaúcho foi quase imediata. Aos 18, Carlos Alberto recebeu passe na frente da área, escapou do marcador e disparou um chute firme e no alto para marcar.

Botafogo avançou na Copa do Brasil
Botafogo avançou na Copa do Brasil

RAPIDEZ DO CAXIAS
A rapidez com que o Caxias arrancou o empate indicou as dificuldades que o Botafogo teria na sequência. O time sofria para marcar e parar as jogadas do adversário pelas pontas e escapou de levar a virada aos 31, quando Ivan cruzou da direita, Juninho Potiguar, livre, levantou na pequena área e Marcelo Benevenuto cortou.

Uma chance ainda mais clara surgiu aos 35, quando Vinicius Baiano lançou Juninho Potiguar de trivela e recebeu de volta na grande área, mas chutou fraco, facilitando a defesa de Gatito.

O Botafogo, porém, conseguiu sobreviver ao sufoco imposto pelo Caxias. E encontrou espaços no fim do primeiro tempo, também desperdiçando suas chances.

Aos 42, em contra-ataque, Pedro Raul lançou Guilherme, que invadiu e errou o passe para Luis Henrique finalizar. Logo depois, Bruno Nazário cobrou falta e Pedro Raul tocou de cabeça. A bola ia encobrindo Marcelo Pitol, que conseguiu fazer a defesa com um tapa.

CLASSIFICOU, FOGÃO!

Na etapa final, o Botafogo melhorou a sua postura, exibindo mais segurança defensiva. E seguiu com Pedro Raul sendo peça bastante perigosa no ataque, forçando Pitol a fazer mais uma defesa difícil, aos sete minutos, em cabeceio. Mas foi um raro momento de emoção em um segundo tempo fraco.

Não faltou vontade ao Caxias, mas, sem qualidade, a presença no campo de ataque não rendeu muitos lances perigosos. O torcedor do Botafogo, por sua vez, só pôde respirar aliviado ao apito final, pois o time atuou recuado e não criou nada quando avançou ao campo de ataque.

Além disso, nos acréscimos, um erro de Carli quase pôs tudo a perder. No lance, o zagueiro cortou mal, quase que ajeitando para Da Silva na pequena área. Mas ele chutou para fora. E até Pitol foi para a área do Botafogo no lance final do jogo, mas não conseguiu marcar. Assim, mesmo com sustos, acabou sendo suficiente para segurar o placar de 1 a 1, garantindo a passagem de fase na Copa do Brasil.

Ficha Técnica

Fase
Primeira Fase
Rodada
1ª rodada
Data
05/02/2020
Horário
21h30
Local
Centenário - Caxias do Sul (RS)
Árbitro
Lucas Canetto Bellote (SP)

Assistentes
Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Evandro de Melo Lima (SP)

Cartões Amarelos
Caxias-RS: Gilmar, Vinícius Baiano, Marcelo Pitol, Carlos Alberto
Botafogo-RJ: Pedro Raul

Cartões Vermelhos
Caxias-RS: Marcelo Pitol, Da Silva, Juninho Potiguar
Gols
Caxias-RS: Carlos Alberto 17' 1T
Botafogo-RJ: Pedro Raul 12' 1T
Caxias-RS
Marcelo Pitol;
Ivan, Laércio, Thiago Sales e Bruno Ré;
Yuri (Da Silva), Carlos Alberto e Diogo Oliveira;
Vinícius Baiano (Bruninho), Juninho Potiguar (Léo Tilica) e Gilmar.
Técnico: Jefferson Ribeiro (auxiliar).
Botafogo-RJ
Gatito Fernández;
Fernando, Marcelo Benevenuto, Joel Carli e Guilherme Santos (Danilo Barcelos);
Cícero, Thiaguinho, Alex Santana e Bruno Nazário (Rafael Navarro);
Luis Henrique (Kanu) e Pedro Raul.
Técnico: Alberto Valentim.