Palmeiras x Cruzeiro - No embalo do clássico, Verdão vem cheio de ambição!

Time palmeirense quer se manter na briga dos três títulos que disputa na temporada

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 11 (AFI) - Com grandes aspirações na temporada e motivado após a vitória por 1 a 0 no clássico contra o Corinthians, o Palmeiras foca agora na disputa da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, o time do técnico Felipão vai encarar o Cruzeiro, às 21h45, pela rodada de ida das semifinais do torneio nacional, na Arena Palmeiras.

A volta será no dia 26 de setembro, no Mineirão. Assim como nas outras fases, haverá a utilização do árbitro de vídeo e o gol fora de casa não conta como critério de desempate.

Por estarem participando da Libertadores, os dois times entraram direto nas oitavas de final da Copa do Brasil. O Cruzeiro eliminou Atlético-PR e Santos para chegar à semifinal, enquanto o Palmeiras passou por América Mineiro e Bahia.

Pelo Brasileirão, as equipes se encontraram durante o primeiro turno, na disputa da oitava rodada, em duelo que terminou com uma vitória por 1 a 0 para o Cruzeiro, com gol de Rafael Sobis, no Mineirão. Quatro dias depois da rodada de volta da semi, no dia 30, voltam a se encontrar no Brasileiro, pela 27ª rodada, na Arena Palmeiras.

ESTILO FELIPÃO
O volante Thiago Santos, do Palmeiras, afirmou nesta terça-feira que o elenco não se importa em dar espetáculo ou demonstrar um futebol vistoso nos jogos. Em entrevista na Academia de Futebol, o jogador explicou que o time tem procurado primeiramente aprimorar a defesa, ter organização tática e conquistar bons resultados, sem se preocupar em jogar bonito.

Segundo o palmeirense, o técnico Luiz Felipe Scolari tem ajudado o time a fixar essa proposta. "O Felipão cobra estar organizado. Não tomando gol, com certeza aumenta a chance de não perder. Temos que jogar seguros. Não importa se joga feio, o importante é ganhar. Estamos batendo nessa tecla de não tomar gol", comentou Thiago Santos em entrevista coletiva.

Foto: Divulgação / Cruzeiro
Foto: Divulgação / Cruzeiro
Felipão comandou a atividade desta terça com os portões fechados, após cerca de dez minutos de trabalho com a presença da imprensa. Nos poucos momentos sem mistério, Borja e Bruno Henrique não estavam em campo, mas é pouco provável que não joguem contra o Cruzeiro. Suspensos, Felipe Melo e Deyverson são as baixas.Scarpa segue de fora por inflamação no calcanhar.

RETORNOS
O Cruzeiro fechou nesta terça-feira a preparação para o duelo. No CT do São Paulo, o técnico Mano Menezes comandou um treino fechado à imprensa em sua maior parte e não deu pistas da escalação que vai a campo. Durante as atividades, ele conversou com o técnico são-paulino Diego Aguirre, que apareceu no local.

As boas notícias ficaram por conta do volante Lucas Romero e do meia Arrascaeta. Recuperados de lesões, os dois trabalharam normalmente e mostraram que estão aptos a reforçar o Cruzeiro na quarta. A tendência é que ao menos o uruguaio seja titular diante do Palmeiras.

"É bom quando você tem o grupo todo, o Mano confia em todo mundo, sabe com quem ele pode contar nas posições. Estamos todos aqui, fortes e concentrados para conseguirmos fazer um bom jogo, que é o que importa pra gente. Vamos ter que ter bastante paciência, será um jogo de detalhes. Quem conseguir aproveitar melhor as chances vai conseguir a vantagem", disse o meia Thiago Neves.

Ficha Técnica

Fase
Semifinal
Rodada
1ª rodada
Data
12/09/2018
Horário
21h45
Local
Allianz Parque - São Paulo (SP)
Árbitro
Wagner Reway-MT

Renda
R$ 2.732.380,98
Assistentes
Alessandro Alvaro Rocha de Matos-BA e Fabricio Vilarinho da Silva-GO

Público
32.960 torcedores
Cartões Amarelos
Palmeiras-SP: Thiago Santos
Cruzeiro-MG: Léo, Fábio, Edilson

Cartões Vermelhos
Cruzeiro-MG: Edilson
Gols
Cruzeiro-MG: Barcos 4' 1T
Palmeiras-SP
Weverton;
Mayke, Antonio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa;
Thiago Santos (Lucas Lima), Bruno Henrique (Marcos Rocha) e Moises;
Willian, Dudu e Borja (Artur).
Técnico: Felipão
Cruzeiro-MG
Fábio;
Edílson, Dedé, Léo e Egídio;
Henrique, Lucas Silva e Robinho (Bruno Silva);
Thiago Neves, Arrascaeta (Rafinha) e Barcos (Raniel)
Técnico: Mano Menezes
 
 
" />