Coritiba 1 x 1 Goiás - Crise instalada e treinador na berlinda

No duelo alviverde, melhor para os goianos, que passaram para a quarta fase e ganharam R$ 1,8 milhão de premiação

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 14 (AFI) - A crise foi instalada no Alto da Glória. Na noite desta quarta-feira, o Coritiba ficou no empate com o Goiás, por 1 a 1, em pleno Couto Pereira, e se despediu na terceira fase da Copa do Brasil. A pressão em cima do técnico Sandro Forner aumentou ainda mais e ele segue balançando no cargo.

Na partida de ida, realizada em Goiânia, o Goiás ganhou a vantagem do empate depois de vencer por 1 a 0. Como o número de gols marcados fora de casa não vale mais como critério de desempate, o Coritiba precisava de uma vitória simples para levar a decisão para os pênaltis.

Além da classificação para a quarta fase, o Goiás ganhou uma premiação de R$ 1,8 milhão. O adversário esmeraldino será conhecido apenas após o sorteio realizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na manhã da próxima segunda-feira, no Rio de Janeiro.

QUE FASE, COXA!
O Coritiba começou a partida com tudo em cima do Goiás e quase marcou o primeiro gol logo aos três minutos. Guilherme Parede aproveitou saída errada da zaga esmeraldina e finalizou cruzado levando muito perigo ao gol defendido por Marcelo Rangel. Na sequência, os jogadores do Coxa reclamaram de um pênalti não marcado após cruzamento de Parede ter acertado Alex Silva. Eles pediam toque de mão.

O Coritiba empatou com o Goiás e foi eliminado em pleno Couto Pereira nesta quarta-feira
O Coritiba empatou com o Goiás e foi eliminado em pleno Couto Pereira nesta quarta-feira

A resposta do Goiás veio através de Giovanni. O meia soltou a bomba de fora da área e Wilson espalmou para escanteio. Aos poucos, o Esmeraldino foi equilibrando o jogo. Aos 23 minutos, Alex Silva cruzou rasteiro e Lucão, mesmo sem jeito, desviou no cantinho, mas o goleiro coxa-branca defendeu sem dar rebote. A torcida presente no Couto Pereira já começava a perder a paciência com o número de passes errados.

A situação do Coritiba ficou ainda pior aos 29 minutos. Carlos Eduardo soltou a bomba de fora da área e a bola tocou na trave antes de entrar. Quase que o Coxa consegue o empate na sequência. Júlio Rusch cobrou escanteio e Romercio cabeceou na trave. No rebote, Marcelo Rangel mandou pela linha de fundo.

Assim que o árbitro apitou para o intervalo, os torcedores gritaram "vergonha, vergonha, vergonha" para os jogadores do Coritiba, que foram para os vestiários precisando de dois gols para levar a decisão para os pênaltis.

FALTOU UM GOL
Logo aos dois minutos da etapa final, João Paulo aproveitou sobra de Eduardo Brock e soltou a bomba. A bola acertou o rosto de David Duarte, mas o juiz marcou mão e assinalou pênalti para desespero dos jogadores esmeraldinos. O lateral Alex Silva e o volante Madison foram amarelados por reclamação. Dois minutos depois, Wilson cobrou no ângulo e deixou tudo igual.

O gol logo no início animou o Coritiba, que precisava de mais um para evitar a eliminação no tempo normal. Mas quase veio um balde de água fria aos 16. Carlos Eduardo finalizou rasteiro e Wilson espalmou, mas Giovanni e Lucão não souberam aproveitar o rebote. Depois, Iago chutou cruzado, a bola desviou na zaga esmeraldina e só não entrou porque parou na trave.

O Coxa tinha muitas dificuldades para passar pela marcação do Goiás, que tentava segurar a bola. Aos 46 minutos, o volante Madison recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, deixando os goianos com um homem a menos. Os donos da casa, porém, não souberam aproveitar a vantagem numérica e amargaram a eliminação em casa.

Ficha Técnica

Fase
Terceira Fase
Rodada
2ª rodada
Data
14/03/2018
Horário
19h30
Local
Couto Pereira - Curitiba (PR)
Árbitro
Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza - SP

Renda
4.694 pagantes
Assistentes
Herman Brumel Vani - SP e Alberto Poletto Masseira - SP

Público
R$ 70.075,00
Cartões Amarelos
Coritiba-PR: Thalisson Kelven, Júlio Rusch, Kady
Goiás-GO: Alex Silva, Madison, Jefferson, Eduardo Brock, Alex Maranhão, Carlos Eduardo

Cartões Vermelhos
Goiás-GO: Madison
Gols
Coritiba-PR: Wilson 4' 2T
Goiás-GO: Carlos Eduardo 29' 1T
Coritiba-PR
Wilson;
Moser, Thalisson Kelven (César Benítez), Romércio e Léo Andrade;
João Paulo, Julio Rusch e Thiago Lopes (Kady);
Iago, Guilherme Parede (Kleber) e Alecsandro.
Técnico: Sandro Forner
Goiás-GO
Marcelo Rangel;
Alex Silva, Eduardo Brock, David Duarte e Jefferson (Breno);
Madison, Léo Sena (João Afonso) e Giovanni;
Carlos Eduardo, Lucão e Maranhão (Rafinha).
Técnico: Hélio dos Anjos
 
 
" />