Organizadas do Ipatinga prometem protestos contra mudança de cidade

Com o fim da parceria com a prefeitura, o time deve mudar para Betim em 2013

por Agência Futebol Interior

Ipatinga, SP, 13 (AFI) – A despedida do já rebaixado Ipatinga de sua casa no Campeonato Brasileiro da Série B promete ser conturbada. Com a grande possibilidade de o clube mudar sua sede para Betim, as duas principais organizadas do clube, Raça Jovem e Independente, pretende fazer protestos neste sábado, no duelo contra o Guaratinguetá, pela penúltima rodada.

Mais do que o rebaixamento, as duas torcidas estão completamente revoltadas com a “venda” do clube da cidade. As organizadas ainda não definiram todos os detalhes da manifestação. No entanto, deve queimar todo o material confeccionados desde a fundação do time há 14 anos.

Rebaixado com duas rodadas de antecedência, o Tigre já tem sua transferência para Betim praticamente confirmada. A oficialização deve acontecer assim que o clube encerrar sua participação na Série B. Isso significa que o jogo contra o Guará deve ser também a despedida da cidade.

Fim da parceria
Pouco antes da Série B iniciar, o Ipatinga recebeu uma péssima notícia, que atrapalhou muito o planejamento. A prefeitura da cidade e a Usiminas, que eram seus principais patrocinadores, rescindiram o contrato em abril. Assim, o orçamento, que era de R$ 6 milhões, acabou caindo para R$ 2,8 milhões.

Sem apoio, a diretoria encontrou muitas dificuldades para honrar seus objetivos, tanto que os jogadores conviveram constantemente com problemas de salários atrasados. O presidente Itair Machado culpou em 100% o problema financeiro pelo rebaixamento. "Atribuo 100% do rebaixamento à essa questão. Sem dinheiro fica difícil", disse.

O reflexo se viu dentro de campo. O Ipatinga passou praticamente toda a Série B na zona de rebaixamento e amargou o rebaixamento com a derrota para o Paraná, por 2 a 0, na última rodada. Agora, os mineiros ocupam apenas a penúltima colocação, com 31 pontos.

Novo itinerante?
Esta não será a primeira vez que um clube muda sua sede. Nos últimos anos, aliás, virou prática comum para clubes de empresários. Um exemplo no próprio estado de Minas Gerais é o Boa Esporte, que deixou Ituiutaba e se transferiu para Varginha.

Em São Paulo, o Grêmio Barueri trocou Barueri por Presidente Prudente, retornando depois para Barueri. Outra mudança foi do Guaratinguetá, que deixou Guaratinguetá e foi para Americana, retornando ao Vale do Paraíba.