Série B: Sem receber há 4 meses, lateral descarta "corpo mole" no Ipatinga

O jogador falou que os atrasos salariais não podem servir como desculpa do elenco

por Agência Futebol Interior

Ipatinga, MG, 26 (AFI) – Prestes a completar o quarto mês de salários atrasados - deve ocorrer no próximo dia 5 -, o Ipatinga já desponta como virtual rebaixado no Campeonato Brasileiro da Série B. Apesar dos vencimentos em atraso, o lateral Bruninho descartou a ideia de que haja “corpo mole” no elenco por conta da crise financeira.

“Vocês acompanham a rotina do time e sabem que nunca deixamos de treinar forte. O professor Eugênio (Souza, técnico do Tigre), sempre esteve junto com a gente, dando força. Dentro de campo estamos nos doando bastante, falta é tranquilidade para termos um resultado positivo”, argumentou.

Apesar de rechaçar de usar os atrasos salariais como desculpa para os maus resultados, Bruninho admitiu que o elenco do clube mineiro tem sofrido muito com a falta de dinheiro.

“Os salários atrasados são um problema. É complicado. Temos família, contas para pagar, mas cremos que será resolvido e não temos que colocar nisto a desculpa para as derrotas”, finalizou.

O Ipatinga conquistou apenas 16 pontos em 26 partidas disputadas e aparece com 99,8% de chances de rebaixamento, segundo o site Chance de Gol. Para chegar a 45 pontos – considerada a nota de corte para escapar do rebaixamento -, o Tigre terá de vencer dez dos últimos 12 jogos.

 
 
" />