Paysandu x Cuiabá - Papão tenta segurar empate para confirmar supremacia na Copa Verde

Papão venceu na Arena Pantanal e entra no gramado do Mangueirão com a vantagem do empate. Expectativa é de 35 mil torcedores

por Agência Futebol Interior

Belém, PA, 19 (AFI) - O Paysandu quer conquistar o tricampeonato e confirmar a supremacia na Copa Verde, nesta quarta-feira à noite a partir das 21 horas, quando vai enfrentar o Cuiabá pela final da edição de 2019.

Com a expectativa de 35 mil torcedores no Mangueirão em Belém (PA), o Papão, como é chamado por sua torcida, tem a vantagem do empate porque na semana passada venceu por 1 a 0 o duelo de ida disputado na Arena Pantanal, no Mato Grosso.

Papão conseguiu vantagem ao ganhar por 1 a 0 na Arena Pantanal
Papão conseguiu vantagem ao ganhar por 1 a 0 na Arena Pantanal
EM VANTAGEM
Para ser bicampeão, o Cuiabá precisa vencer por dois gols de diferença. Em caso de vitória simples, por um gol de diferença, o campeão será conhecido na cobrança de pênaltis. O título vale uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2020.

Disputada desde 2014, a Copa Verde, está em sua sexta edição. O Cuiabá conquistou o título apenas uma vez, em 2015, em decisão diante do Remo. Aquela foi a única final sem o Paysandu, que foi campeão em 2016 e 2018 e ficou no segundo lugar em 2014, vencida pelo Brasília, e 2017, ganha pelo Luverdense.

PAPÃO FOCADO
Depois de não conseguir o acesso no Brasileiro da Série C, o time paraense priorizou a disputa da Copa Verde. Tanto que chegou à final. O técnico Hélio dos Anjos não poderá contar com o volante Uchôa, que se recupera de uma cirurgia no pé direito e só retornar aos gramados na próxima temporada.

Como ele já não tinha condição de jogo na partida de ida, a tendência é que o time titular não tenha mudanças. A única dúvida é na defesa, com os zagueiros Victor Oliveira e Perema disputando uma posição ao lado de Micael.

“Isso a gente vai definir só antes do jogo” – faz mistério o treinador, que espera que a torcida faça a diferença. “Nossa torcida é entusiasmada e pode incendiar nosso time” – completou.

Cuiabá treinou no Mangueirão, palco da decisão
Cuiabá treinou no Mangueirão, palco da decisão

DOURADO DESCANSADO
O ponto positivo do Cuiabá é que os jogadores considerados titulares vão estar descansados, pois foram poupados pela comissão técnica no jogo válido pela Série B, realizado no último final de semana, contra o Figueirense, em Florianópolis. Houve empate sem gols.

Além disso, a delegação chegou na capital paraense na segunda-feira, para evitar algum problema de logística como aconteceu com o Paysandu na semana passada. O Papão só chegou na capital do Mato Grosso quatro horas antes do jogo.

TÍTULO IMPORTANTE

Chamusca: título importante
Chamusca: título importante

Sem chances de cair e sem chances de buscar o acesso, o time do Mato Grosso foca mesmo este título.

“É importante para o clube, para os jogadores e para nós da comissão técnica. Infelizmente perdemos, em casa, mas vamos lutar para reverter a situação” – prometeu o técnico Marcelo Chamusca.

Na tarde de terça-feira a comissão técnica comandou treinamentos no próprio gramado do Mangueirão, o palco da decisão.

O grupo foi reunido no centro do campo para uma bate-papo e depois fez treinos leves.

Ficha Técnica

Fase
Final
Rodada
2ª rodada
Data
20/11/2019
Horário
21h00
Local
Mangueirão - Belém (PA)
Árbitro
Sávio Pereira Sampaio - DF

Renda
Não divulgado
Assistentes
Daniel Henrique Andrade - DF e José Reinaldo Júnior - DF

Público
30.170 torcedores
Cartões Amarelos
Paysandu-PA: Giovanni, Tomas Bastos, Caíque Oliveira
Cuiabá-MT: Anderson Conceição, Jonas, Paulinho, Moisés, Tsunami, Djavan

Gols
Cuiabá-MT: Paulinho 49' 2T
Paysandu-PA
Giovanni;
Toty, Micael, Perema e Bruno Collaço;
Caíque Oliveira, Wellington Reis (Thiago Primão), Tomas Bastos (Leandro Lima) e Elielton (Hygor);
Vinícius Leite e Nicolas
Técnico: Hélio dos Anjos
Cuiabá-MT
Victor Souza;
Jonas, Ednei, Anderson Conceição e Paulinho;
Moisés (Alex Ruan), Toty (Gutiérrez), Djavan e Alê (Escudero);
Jefinho e Felipe Marques
Técnico: Marcelo Chamusca