COPA SP: Pacaembu lotado para receber inédito Gre-Nal na decisão

Após oito anos, a final da Copinha não conta com equipes paulistas. O jogo será disputado neste sábado, às 10 horas

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 24 (AFI) – Depois de oito anos, a Copa São Paulo de Futebol Júnior terá uma final sem clubes paulistas. E não é qualquer jogo, os rivais Grêmio e Internacional fazem o maior clássico do futebol gaúcho neste sábado, às 10 horas da manhã.

Como é tradição, a decisão é disputada no dia do aniversário da cidade de São Paulo, no estádio do Pacaembu. Mesmo sem equipes paulistas, todos os ingressos foram esgotados na véspera.

O Internacional é o terceiro maior campeão da competição, empatado com São Paulo e Flamengo, com quatro títulos, e atrás apenas de Fluminense, com cinco, e Corinthians, com dez.

Já o Grêmio, nunca conquistou a Copa São Paulo, e chegou na final apenas em 1991, quando foi derrotado pelo histórico time da Portuguesa de Dener.

CAMPANHAS
Para chegar até a decisão de 2020, o Internacional passou como líder do Grupo 7, que tinha ainda Capivariano, Linense e Confiança-PB. Na sequência, eliminou Volta Redonda, Desportivo Brasil, Red Bull Brasil e Botafogo-SP, antes de passar pelo Corinthians, maior campeão da Copinha, na semifinal.

Já o Grêmio veio do Grupo 21, ficando à frente de Real-DF, Juventus-SP e União Mogi. No mata-mata, passou por União-MT, Chapecoense, Atlético-MG, Vasco e Oeste.

Ficha Técnica

Fase
Final
Rodada
1ª rodada
Data
25/01/2020
Horário
10h00
Local
Pacaembu - São Paulo (SP)
Árbitro
João Vitor Gobi

Assistentes
Leandro Matos Feitosa e Rodrigo Meirelles Bernardo

Cartões Amarelos
Internacional-RS: Volnei, Mazetti
Grêmio-RS: Diego Rosa, Rildo

Cartões Vermelhos
Grêmio-RS: Alison Calegari
Gols
Internacional-RS: Guilherme Pato 12' 2T
Grêmio-RS: Fabrício 9' 2T
Internacional-RS
Emerson;
Mazetti, Tiago Barbosa, Carlos Eduardo e Leonardo;
Praxedes (Thalis), Murilo (Volnei) e Cesinha;
Guilherme Pato, Caio (Leonardo Machado) e Matheus Monteiro
Técnico: Fábio Matias
Grêmio-RS
Adriel;
Luis Fernando (Gabriel Gonçalves), Heitor, Alison Calegari e Matheus Nunes;
Diego Rosa, Gazão, Pedro Lucas (Natã) e Rildo (Vitor Prado);
Elias e Fabrício (Wesley Moreira).
Técnico: Guilherme Dalzotto