No XV de Piracicaba, derrota no final foi castigo e equipe acredita que ainda dá

Técnico Tarcísio Pugliesi e jogadores acreditam que o time merecia melhor sorte

por Agência Futebol Interior

Piracicaba, SP, 09 (AFI) – O gol sofrido aos 48 minutos do segundo tempo que sacramentou a derrota por 3 a 2 para o São Caetano na primeira final da Copa Paulista foi um balde de água fria para o XV de Piracicaba.

Após a partida, jogadores e o técnico Tarcísio Pugliesi lamentaram o resultado, mas acreditam que o time tem condições de reverter a vantagem no jogo de volta no sábado que vem em São Caetano do Sul.

“Foi nossa melhor atuação na Copa Paulista. Jogamos bem, dominamos o jogo. Tomamos o primeiro gol, sentimos e sofremos o segundo. Depois voltamos a dominar e o resultado não foi justo. Merecíamos uma melhor sorte por conta da nossa atuação”, disse o treinador.

Segundo treinador, o time tem condições de vencer o segundo jogo e conquistar o título. “A nossa atuação neste sábado nos dá confiança para o jogo da volta. Não tem nada perdido e sabemos que podemos reverter a situação”, explica.

ATLETAS

Macena lamentou a desatenção da equipe
Macena lamentou a desatenção da equipe

O atacante Raphael Macena lamentou os gols sofridos. "Os dois gols que sofremos foram nos nossos erros. Sentimos um pouco, mas não podemos deixar cair, ainda temos 45 minutos e o jogo de volta. Vamos descansar e tentar melhorar", afirmou.

Autor dos dois gols do XV de Piracicaba, Cássio Gabriel seguiu na mesma linha. “A gente não merecia pelo que fizemos no jogo. Não contávamos com esse gol no final, mas vamos colocar a cabeça no lugar e tentar virar no segundo jogo", completou.

COMO FICA?
O jogo de volta está marcado para o próximo sábado (16), desta vez no Estádio Anacleto Campanella, às 17h, em São Caetano do Sul. O São Caetano joga pelo empate para se sagrar campeão. O XV precisa vencer por dois gols para ser campeão, sendo que, se vencer por um gol, o campeão será definido nos pênaltis.