Copa Paulista: Semifinal tem três clubes fundados no Século XXI e 'moderna' Ferroviária

Fundada em 1950, a AFE é uma das equipes do interior com mais participações na elite paulista (43 no total)

por Federação Paulista (FPF)

São Paulo, SP, 07 - Fundados há menos de 15 anos, Atibaia, Red Bull e Votuporanguense estão na semifinal da Copa Paulista. As equipes fazem parte de uma nova safra de clubes do futebol estadual, que buscam o espaço em meio a clubes tradicionais e até centenários. Em comum entre eles, boas campanhas e patamares cada vez mais altos.

Fundado em 2005, o Atibaia entrou em campo profissionalmente no ano seguinte. A equipe laranja disputou a Segunda Divisão ininterruptamente até 2014, quando foi vice-campeã e conquistou o acesso. Em 2015, o time foi terceiro colocado do Paulistão A3 e conquistaria o acesso, mas não conseguiu cumprir com os requisitos para disputar a Série A2. Permaneceu no terceiro nível e conquistou seu primeiro título em 2018, novamente conquistando o acesso para o segundo escalão estadual, em que debutará no ano que vem.

Um pouco mais novo, o Votuporanguense foi fundado em 2009 e disputa torneios profissionais desde 2010. Em 2012, conquistou o primeiro acesso e título na Segunda Divisão. Após três temporadas, mais um acesso, chegando ao Paulistão A2, em que disputou três vezes. A equipe busca ser o primeiro time da cidade a conquistar o acesso para a elite e a disputar um torneio nacional. A antiga Votuporanguense (Associação Atlética) disputou torneios equivalentes à Série A2 em 27 oportunidades entre os anos 60 e o início dos anos 90, mas nunca chegou ao Paulistão.

Ferroviária é atual campeã da Copa Paulista
Ferroviária é atual campeã da Copa Paulista
Também fundado neste século (2007), o Red Bull é uma das equipes que mais conseguiu projeção. Estreante no profissionalismo em 2008, a equipe conquistou o título da Segunda Divisão em 2009 e da Série A3 em 2010. O acesso na Série A2 veio em 2014. Desde então, o time disputa a elite paulista, tendo também participado duas vezes da Série D do Campeonato Brasileiro, mas sem conseguir o sonhado acesso nacional.

FERROVIÁRIA SE MODERNIZOU
Fundada em 1950, a Ferroviária é uma das equipes do interior com mais participações na elite paulista (43 no total). No fim dos anos 90, porém, o clube passou por uma queda, que culminou no rebaixamento para a Série B1 (atual Segunda Divisão). Em meio a isso, em 2004, surgiu a Ferroviária Futebol S/A, responsável por cuidar do futebol do clube. Desde então, o time conseguiu voltar a elite paulista (acessos em 2004, 2010 e 2015), além de títulos da Copa Paulista em 2006 e 2017.

 
 
" />