No encerramento do lançamento da Copa Paulista, FPF apresenta parceiro de Integridade

O Portal Futebol Interior marcou presença na palestra com os repórteres Lucas Badan e Gustavo Abraão

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 03 (AFI) - Com Portal Futebol Interior presente mais uma vez, a Federação Paulista de Futebol (FPF) apresentou na manhã dessa sexta-feira as novidades com relação a integridade dos resultados de futebol para a edição de 2018 da Copa Paulista. A palestra que falou sobre um dos assuntos mais comentados no meio esportivo atualmente, faz parte do evento de abertura do torneio estadual que acontece no Hotel Meliã, em Campinas.

No encerramento do lançamento da Copa Paulista, FPF apresenta parceiro de Integridade (Foto: Gustavo Abraão)
No encerramento do lançamento da Copa Paulista, FPF apresenta parceiro de Integridade (Foto: Gustavo Abraão)

A conversa contou com o alemão Andreas Krannich - Diretor Global de Integridade da Sportradar -, Ricardo Magri e Tiago Barbosa - ambos Diretores de Integridade LatAm, Sportradar (empresa parceira da FPF que busca a integridade dos resultados das partidas). O Portal Futebol Interior esteve presente no evento com os repórteres Lucas Badan e Gustavo Abraão.

A palestra trouxe um panorama sobre o tema em todo mundo, com dados referendando a importância de o monitoramento dos resultados. A Copa Paulista, por exemplo, está entre os principais torneios do país no que diz respeito a volume de apostas - cada partida, em média, movimenta US$3,2 milhões em sites especializados. A Série D do Brasileiro, a título de comparação, gira US$3 milhões.

De acordo com Ricardo Magri, a Copa Paulista movimenta valores vultuosos em apostas. Cada jogo, em média, tem 3 milhões de dólares envolvidos, algo que preocupa diante dos possíveis prejuízos à competição. “A manipulação de resultados é o maior fator de descrédito e perda de interesse do futebol no país que, segundo pesquisas, tem uma queda de 30% do acompanhamento por parte dos jovens, justamente por este risco que o futebol corre”, salientou Magri.

Pioneira em transmitir jogos pelo Facebook, na ferramenta My Cujoo ou ainda no YouTube, a FPF assume um risco maior neste sentido, na opinião de Tiago Barbosa. “O crescimento da transmissão de jogos é ótimo no sentido de visibilidade, mas aumenta este risco e a responsabilidade da FPF em proteger a integridade do esporte que pode ser destruído dentro da corrupção. Para tanto, a gente atua muito na área de prevenção através do trabalho de monitoramento”, disse Barbosa que salientou a importância de a FPF se preocupar constantemente com o tema.

Cobertura Especial Portal Futebol Interior - Lucas Badan e Gustavo Abraão

 
 
" />