Paulista 1 x 1 Red Bull - Gol no final da título da Copa Paulista para Galo Japi

De quebra, o time de Jundiaí garantiu uma vaga na Copa do Brasil de 2011

por Agência Futebol Interior

Jundiaí, SP, 28 (AFI) - Depois de quase cinco meses, enfim conhecemos o Campeão da Copa Paulista de Futebol 2010. Na manhã deste domingo, o Paulista de Jundiaí, recebeu o Red Bull precisando apenas de um empate e conseguiu ficar com o título, ao empatar por 1 a 1, no Estádio de Jayme Cintra. Além de ficar com o caneco, o Galo Japi de quebra garantiu uma vaga na Copa do Brasil de 2011, competição que foi campeão em 2005.

Este confronto teve a transmissão da Rede Família de Televisão, que deu mais um show de transmissão, com a narração do inconfundível Edmilson Almeida, que transmitiu todos os detalhes da partida direto das cabines do Estádio Jayme Cintra. Os comentários foram de Guina Paiva e as reportagens de campo de Tiago Valentim.

No ano de 2009, o time do Paulista havia ficado com o vice-campeonato, perdendo para o Votoraty na grande decisão. O técnico Fernando Diniz se torna bicampeão da competição. Na primeira partida em Campinas, a partida terminou com empate de 1 a 1 e como o Galo Japi fez uma melhor campanha na somatória de todas as fases, jogou pela igualdade na soma dos resultados dos dois jogos.

Equilibrado
Mesmo com a vantagem do empate, o Paulista começou melhor no primeiro tempo e logo, aos oito minutos, quase abriu o placar. Michel recebeu pelo lado direito e bateu cruzado, só que o goleiro Luiz Fernando do Red Bull espalmou para o lado.

Após o susto, o Red Bull teve uma boa oportunidade, aos 11 minutos. Alex Rafael pegou na intermediária e foi levando, passou pelo marcado e bateu da entrada da área, mas o goleiro Vinícius bem colocado fez a defesa em dois tempos.

O Paulista corria em busca do primeiro gol e chegou bem, aos 20 minutos. Rodolfo cobrou falta da meia lua com extrema força, à bola passou pela barreira e quicou na frente do goleiro Luiz Fernando que fez a defesa.

A última chance do primeiro tempo aconteceu, aos 35 minutos e foi para o Red Bull. Henan cobrou falta da entrada da área, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora, assustando o goleiro Vinícius.

Intervalo
"É primeiro a gente tem que jogar com inteligência, temos uma leve vantagem, e por isso a nossa equipe está procurando controlar a bola. Foi um primeiro tempo bastante controlado", disse Henrique.

Tourão na frente
Precisando vencer para ficar com o título, o Red Bull voltou melhor para o segundo tempo e logo, aos cinco minutos, abriu o placar. Alex Rafael desceu pela direita e tentou cruzar, mas o chute foi em direção ao goleiro Vinícius, que acabou se atrapalhando e acabou colocando a bola para dentro do gol.

Mesmo após sofrer o gol, o Paulista não se abateu, mas acabou perdendo uma grande chance de empatar, depois que o juiz da partida marcou pênalti de Carlinhos em cima de Michel. Hernani foi para a cobrança, só que a bola caprichosamente bateu na trave e no rebote a zaga afastou.

O Galo Japi seguiu pressionando em busca do gol de empate e teve uma boa chance, aos 17 minutos. Serrano recebeu na entrada da área e bateu forte, mas Luiz Fernando pulou e fez uma defesa, espalmando para longe.

Gol do título
Precisando de apenas o empate para erguer o título, o Paulista foi com tudo para cima e no último lance da partida, aos 44 minutos conseguir fazer o gol. Depois de cobrança de escanteio, o zagueiro Rodrigo Sabiá subiu mais que a zaga e cabeceou sem chances para o goleiro Luiz Fernando.

Ficha Técnica

Paulista 1 x 1 Red Bull

Local: Estádio Jayme Cintra, em Jundiaí-SP
Árbitro: Márcio Roberto Soares
Auxiliares: Herman Brumel Vani e Marcos Joel Alves
Público: 8.054 pagantes
Renda: R$ 54.400,00
Cartões amarelos: Carlinhos, Dudu, Eduardo, Felipe Piovesan, Jefferson e Ray (Red Bull); Fábio Gomes, Fabrício, e Henrique (Paulista).
Gol: Alex Rafael, aos 5’/2T (Red Bull); Rodrigo Sabiá, aos 44’/2T (Paulista).

Paulista
Vinícius; Henrique, Rodrigo Sabiá e Fábio Gomes; Samuel Xavier, Serrano (Carlão), Nenê Bonilha, Luiz Gustavo Rato (Marquinhos) e Rodolfo (Fabrício); Hernane e Michel.
Técnico: Fernando Diniz

Red Bull
Luiz Fernando; Renato, Oliveira, Eduardo e Jefferson; Dudu, Hudson, Felipe Piovesan e Júlio César; Alex Rafael (Allison) e Henan (Ray).
Técnico: Márcio Fernandes

 
 
" />