Juventus 3 x 1 Pão de Açúcar – Moleque vira à moda travessa!

Belo duelo na Rua Javari e uma justa virada do Moloque Travesso

por Antônio Boaventura

São Paulo, SP, 5 (AFI) – O Juventus recebeu a equipe do Pão de Açúcar, pela 11ª rodada do grupo 4 da Copa Paulista de Futebol, na Rua Javari, e fes jus ao seu apelido. Com muita travessura o time da Mooca venceu de virada por 3 a 1 o PAEC, com dois gol de Wesley Coelho.

Com a vitória sobre o Canarinho da Capital, o Moleque Travesso passou a ocupar de forma temporária a quarta colocação do grupo com 15 pontos, enquanto o Pão de Açúcar permaneceu na sexta com 13.

À vontade!
Acostumado a jogar no Estádio Conde Rodolfo Crespi, local onde o PAEC manda seus jogos, o time de Wagner Lopes se sentiu em casa e ditou o ritmo da partida nos minutos iniciais. A primeira oportunidade surgiu aos oito, quando Rafael Martins e Lucas tabelaram pela direita, até Sérgio Lobo que recebeu com liberdade na grande área, mas chutou longe do gol.

Depois de perder ótima chance de gol, o atacante do Canarinho da Capital se redimiu com um belo gol. Em rápido contragolpe, Lobo recebeu na intermediária e acertou o ângulo direito de Giovanni. Indefensável.

Torcida empurra
Empurrado por sua fanática torcida, o Juventus não demorou a responder e quase igualou o placar. Wesley avançou em velocidade pela direita, cruzou na medida para Jefinho limpar o lance e exigir de Cairo, ex-Juventus, grande defesa.

Aos poucos o veloz Vanderlei foi impondo o seu jogo na partida e a criar problemas para o setor defensivo do Pão de Açúcar. Na base do abafa, o time dirigido por Esquerdinha foi encurralando o adversário no seu campo defensivo, e com o camisa nove, em jogada individual quase balançou as redes.

Após pressionar por trinta minutos o Pão de Açúcar, o tão sonhado gol de empate saiu. Cobrança de escanteio, Rodrigo Paulista subiu mais que a zaga e empatou o jogo. No lance o meio campista do Juventus se contundiu e teve de ser substituído.

Pegou fogo!
O empate na etapa inicial fez com que as duas equipes voltassem para a segunda etapa mais cautelosas. Somente depois de dezessete minutos a torcida presente pôde presenciar o primeiro grande lance. Gustavinho foi mais esperto que Danilo, defensor emprestado pelo PAEC, cruzou com precisão na cabeça de Fernandão, que de peixinho perdeu o gol. Na cobrança do corner, bate e rebate na pequena área – e de forma incrível os zagueiros juventinos evitaram que as redes fossem balançadas.

Depois do susto, o Moleque Travesso tratou de se impor em casa e passou a ter o comando da partida. Troca de passes envolvente, na intermediária, Vagner recebeu livre, entrou na área e cara a cara com Cairo chutou em cima do goleiro, para desespero da torcida grená.

Mas, aos vinte e nove a galera juventina soltou o grito e comemorou a virada. Vanderlei, o motorzinho do time, fez um salseiro na zaga adversária, até encontrar o grandalhão Wesley Coelho, livre na pequena área, para estufar de cabeça as redes do Pão de Açúcar. Virada e festa, na Javari.

Sem organização em campo, a equipe de Lopes tentou o empate a todo custo, e o que se viu foi o Juventus definir o placar em contra ataque. Novamente Vanderlei, pelo lado direito, promoveu um carnaval na defesa do PAEC, chutou, Cairo defendeu, e no rebote Coelho acabou com qualquer pretensão do adversário na partida.

Próximos jogos
Na próxima quarta, 8, às 20h, no Estádio Martins Pereira, em São José dos Campos, o Juventus enfrenta o São José, enquanto o Pão de Açúcar recebe no Estádio Conde Rodolfo Crespi, em São Paulo, no mesmo dia, às 15h, o líder do Grupo 4, Sport Barueri, pela décima segunda rodada da Copa Paulista de Futebol.

Ficha Técnica

Juventus 3 x 1 Pão de Açúcar


Local: Estádio Conde Rodolfo Crespi, Rua Javari, em São Paulo-SP
Público: 456 pagantes
Renda: R$ 3 155,00
Árbitro: Roney Prado Bustamante
Cartões Amarelos: Giovanni e Danilo (Juventus), Cairo e Bruno Peres (Pão de Açúcar)
Gols: Sérgio Lobo, aos 13'/1T (Pão de Açúcar). Rodrio Paulista, aos 30'/1T, Wesley Coelho, aos 29'/2T e aos 46'/2T (Juventus)

Juventus
Giovanni; Wesley, Egon, Danilo e Willames; Valdinei, Rodrigo Paulista (Tunay), Jefinho e Berg (Wagner) (Kauê); Vanderlei e Wesley Coelho.
Técnico: Esquerdinha

Pão de Açúcar
Cairo; Bruno Peres, Ewerthon, Binho e Flávio; Casotti (Valdo), Dhiego Souza, Alan e Lucas Piacentini; Sérgio Lobo (Gustavinho) e Rafael Martins (Fernandão).
Técnico: Wagner Lopes