Paulista A3: Justiça proíbe entrada de torcida organizada do Comercial após invasão

Com isso, nenhum torcedor pode adentrar a jogos com vestimentas ou instrumentos da Mancha Alvinegra, por tempo indeterminado

por Agência Futebol Interior

Ribeirão Preto, SP, 21 (AFI) - Apesar do Campeonato Paulista da Série A3 estar paralisado a mais de um mês, algumas ações que foram feitas nos primeiras rodadas da temporada ainda surtem efeito no Comercial. Isso porque, depois da torcida organizada Mancha Alvinegra invadir o vestiário do Estádio Palma Travassos no jogo contra o Noroeste, a justiça proibiu que os uniformizados estejam presentes em duelos do Bafô quando for liberado público nos jogos.

"Atender integralmente a solicitação do Ministério Público do Estado de São Paulo, para que seja PROIBIDA a entrada, no estádio de futebol Palma Travassos, em Ribeirão Preto, de qualquer indumentária e objetos (faixas, bandeiras etc.) que identifiquem os associados da torcida organizada “Mancha Alvinegra”, do Comercial Futebol Clube, a contar desta data", divulgou a FPF em nota.

Justiça proíbe entrada de torcida organizada do Comercial após invasão
Justiça proíbe entrada de torcida organizada do Comercial após invasão
O pedido foi feito pelo Ministério Público do Estado de São Paulo após a denúnca feita pelo Comercial e acatado pela Promotoria de Justiça Criminal de Ribeirão Preto, que recomendou a Federação Paulista de Futebol (FPF) a vetar a torcida organizada dos jogos. O que foi prontamente atendida. A duração da pena não foi divulgada.

Antes da paralisação, o Comercial estava ocupando a sétima colocação com quatro pontos somados, com um retrospecto de uma vitória, um empate e uma derrota nas primeiras três rodadas. O próximo desafio, ainda sem data marcada, será contra o Votuporanguense, fora de casa, na Arena Plínio Marin.