Copa Paulista: Direção de time do interior descarta sugestão para fusão com Oeste

A decisão foi tomada em conjunto e por unanimidade entre os poderes do clube, executivo e consultivo

por Agência Futebol Interior

Ribeirão preto, SP, 3 (AFI) - Agora é oficial. A diretoria do Comercial decidiu por não seguir adiante com a possibilidade de parceria, fusão ou qualquer outro tipo de ingerência em sua vida. A reconstrução continua pelas mãos dos próprios comercialinos. A decisão foi tomada em conjunto e por unanimidade entre os poderes do clube, executivo e consultivo, em reunião que contou inclusive com seus presidentes.

HOUVE CONTATO
Um intermediário, cujo nome foi mantido em absoluto sigilo, entrou em contato com o Comercial para consultar se haveria interesse em formar parceria com um clube da primeira divisão do campeonato paulista e que disputa a Série B do Brasileiro.

O presidente Ademir Chiari que por hábito não deixa escutar ninguém, ouviu o esboço de uma proposta que seria formalizada mais adiante caso houvesse interesse.

"Não sou dono do Comercial, eu estou presidente do clube e por isso não faço nada sozinho. Ouvi o que tinha para ouvir, levei ao conhecimento de todos e fizemos uma reunião.

Nunca vou decidir nada sozinho, tudo o que for definido no Comercial sempre terá a assinatura de todos. Ao contrário também, tudo o que não servir para o clube será decidido por todos.

Foi unânime, nem quisemos levar a conversa adiante. Agradecemos, mas vamos seguir com “nossas próprias pernas” — assegurou Ademir Chiari.

Ademir Chiari: Comercial segue com suas próprias mãos. Foto: Tribuna de Ribeirão
Ademir Chiari: Comercial segue com suas próprias mãos. Foto: Tribuna de Ribeirão

SEMPRE OUVIR TODOS
O presidente não quis dar detalhes de como a ideia se apresentou, só reiterou que sempre vai ouvir o quem o procurar tem a dizer, o que não significa absolutamente nada em termos de definição.

Chiari ainda ressaltou que as coisas não estão fáceis e que o torcedor tem que ajudar paa que o clube possa manter sua força dentro das competições que vai disputar.

"Nosso foco é a Copa Paulista. Temos muita coisa para fazer e precisamos trabalhar muito. Precisamos que os comercialinos nos ajudem.

Tem que vir ao estádio, começando por esta quarta-feira (04), contra o Santo André. Precisamos da força das arquibancadas, mas também precisamos muito de dinheiro para manter tudo em dia como sempre fizemos nessa gestão.

Não queremos parcerias, nem nada nesse sentido, mas precisamos de receita e isso só vai acontecer se o torcedor vier ao estádio, fazer o sócio torcedor, enfim, tem que ajudar" — complementou o presidente.

Por Nando Medeiros