Paulista A3: Comercial perde 'provável reforço' e anuncia novidades para 2019

O defensor Thiago Moura, estava com tudo certo para defender o Bafo, mas recebeu uma proposta tentadora do Vietña

por Agência Futebol Interior

Ribeirão Preto, SP, 04 (AFI) - O dia a dia segue agitando nos lados do Comercial que está se preparando para a disputa do Campeonato Paulista da Série A3. Tanto que nessa terça-feira, foi confirmado que o zagueiro Thiago Moura, que era visto como provável reforço certo para a próxima temporada, não irá mais vestir as cores do alvinegro. O experiente defensor recebeu uma proposta tentadora do futebol do Vietnã e a diretoria optou por liberar o atleta.

O clube resolveu liberar o jogador em comum acordo pois a proposta do clube do exterior era realmente tentadora. De qualquer forma, o Bafo não deve buscar outro reforço para a posição. No momento, o sistema defensivo do Bafo conta com as seguintes opções. Felipe Gregory, Danilo Santos, Guilherme Café, Otávio Gut e Raphael. Danilo e Gregory ainda contam com a versatilidade de poderem atuar na lateral-esquerda.

Comercial perde 'provável reforço' e anuncia novidades para 2019 (Foto: Reprodução WSports)
Comercial perde 'provável reforço' e anuncia novidades para 2019 (Foto: Reprodução WSports)
Aliado a montagem do elenco, a diretoria do Comercial segue trabalhando para fazer melhorias no Estádio Palma Travassos, que vão desde reformas na academia, sala de fisioterapia, nas coberturas, nos camarotes e também no gramado.

“Estamos reformando toda a academia, aparelhos novos de fisioterapia, deixando o local mais adequado para que nossos atletas tenham um bom desempenho dentro de campo. O departamento de fisioterapia também está sendo todo trocado, com novos equipamentos. Os alojamentos estão sendo reformados, para que os atletas tenham conforto e se sintam em casa”, disse Chiari durante um café da manhã com os jornalistas de Ribeirão Preto.

Outra novidade, é que o Comercial deve anunciar nos próximos dias uma nova modalidade de sócio-torcedor, o sócio-colaborador, que segundo Marco Aranda, diretor e um dos investidores do clube, é uma maneira de fazer com que todos que tem paixão pelo clube ajudem da maneira que puder.

“Estamos aqui hoje para pedir a colaboração do Comercialino, hoje o torcedor precisa estar presente, o marketing está trabalhando junto com a diretoria um pano de sócio-colaborador, e nós precisamos que o torcedor faça essa adesão. Hoje, para o clube poder se manter, exige uma despesa de R$ 180 mil para o clube poder caminhar com as próprias pernas. Essa coletiva é justamente para isso, para o torcedor Comercialino entender a situação do clube”, disse Marco Aranda.

 
 
" />