Técnico Umberto Louzer tem atrito com diretoria e ameaça deixar Chapecoense

Diretoria e comissão técnico não estão de acordo sobre o planejamento para o Catarinense

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 26 (AFI) - O clima esquentou entre o técnico Umberto Louzer e a diretoria da Chapecoense. O clube entende que o Campeonato Catarinense seria ideal para rodar jovens jogadores, enquanto o treinador quer contar com o que tem de melhor para iniciar a preparação do time visando o Campeonato Brasileiro, além de buscar o título estadual.

O mal-estar gerou até uma ameaça de pedido de demissão por parte do treinador, o que fez com que a diretoria recusasse na tentativa de convencê-lo a utilizar uma equipe alternativa no torneio. O clube chegou a pensar em encarregar o auxiliar Felipe Endres da função, mas levou negativa de seu funcionário.

Umberto Louzer ameaça deixar o Brasil
Umberto Louzer ameaça deixar o Brasil

Umberto Louzer vem cobrando a diretoria por reforços, mas recebeu até o momento apenas o volante Brayan e o atacante Fabinho. Em contrapartida, perdeu peças como o goleiro João Ricardo, o lateral Alan Ruschel, o volante Willian Oliveira e o meia Denner. Isso sem contar Luiz Otávio, cotado no Fortaleza.

PROBLEMA!
O treinador vem balançando no cargo desde que indicou aceitar uma proposta do Cruzeiro durante a Série B. Na ocasião, voltou atrás e permaneceu na Chapecoense. Há quem diga que a postura do treinador tem irritado alguns jogadores. Outros falam de sua importância para o grupo.

Ainda sob o comando de Umberto Louzer, a Chapecoense trabalha para o duelo contra o Criciúma, marcado para quinta-feira, às 19h, no Heriberto Hulse, uma vez que o confronto diante do Avaí foi adiado devido ao coronavírus.

GOIÁS: Glauber Ramos faz balanço do Goiás no Brasileirão de 2020

Espaço incorporado por HTML (embed)