Série B: Louzer não se empolga com goleada da Chapecoense: "Temos muito para evoluir"

Na última terça-feira, o Verdão do Oeste goleou a Ponte Preta, por 5 a 0, em pleno Moisés Lucarelli

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 21 (AFI) - A goleada histórica diante da Ponte Preta, por 5 a 0, em pleno Moisés Lucarelli, na última terça-feira, não empolgou o técnico Umberto Louzer. Para ele, a Chapecoense ainda tem muito o que evoluir no Campeonato Brasileiro da Série B.

"Serve para mostrar que estamos o caminho. Temos muito para evoluir, crescer na competição. Temos que nos estudar ainda mais, porque os adversários nos estudam também. Quando está no G4 vira alvo de outras equipes", avisou Umberto Louzer.

Apesar de comemorar a liderança provisória da Série B e a invencibilidade de 13 jogos na temporada, o treinador já está pensando no jogo de sexta-feira, contra o Operário, na Arena Condá, pela penúltima rodada do primeiro turno.

Umberto Louzer não se empolgou com a goleada sobre a Ponte Preta
Umberto Louzer não se empolgou com a goleada sobre a Ponte Preta
PREOCUPAÇÃO

Destaque na goleada sobre a Ponte Preta, o lateral-esquerdo Busanello saiu durante o segundo tempo depois de sentir um desconforto muscular e será melhor avaliado pelo departamento médico. Louzer também tirou Anselmo Ramon, Paulinho Moccelin e Felipe Garcia por questões físicas.

"O Busanello por ordem física, sentiu um desconforto musculatura. Anselmo e Paulinho vem de um desgaste, uma minutagem grande. Tiramos um pouco antes. O Garcia também pelos jogos, vinha de uma sequência de jogos. Temos que controlar para não perder atletas por questão muscular", afirmou o treinador.

Com nove vitórias, seis empates e uma derrota, a Chapecoense tem 33 pontos e pode ser ultrapassada nesta quarta-feira pelo vice-líder Cuiabá, que enfrenta o Paraná. O time mato-grossense tem 32 pontos e vai ficar com um jogo a mais que os catarinenses.