Cotado no Cruzeiro, técnico comanda Chape contra CRB e deixa dirigentes otimistas por...

Umberto Louzer tem algumas horas para definir se continuará no clube ou irá aceitar a oferta do Cruzeiro

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 14 (AFI) - A noite foi tumultuada na Chapecoense. O técnico Umberto Louzer, com uma proposta do Cruzeiros em mão, esteve reunido na madrugada desta quarta-feira com dirigentes da equipe catarinense. O assunto foi sobre uma possível saída do treinador para a equipe celeste. No entanto, ficou acertado, neste primeiro momento, apenas que o mesmo dirigirá a equipe frente ao CRB, às 19h15, no estádio Rei Pelé.

Umberto Louzer está disposto a aceitar a oferta do Cruzeiro, mas vem tentando ser convencido por dirigentes da Chapecoense, que querem sua permanência no clube, que hoje briga pelo acesso à elite do futebol nacional, diferente da equipe celeste, dentro da zona de rebaixamento. O que tudo indica é que o martelo só será batido após o duelo contra o CRB.

DISCORDÂNCIA!
O fato esfria o ímpeto do Cruzeiro, que queria anunciar o treinador na manhã desta quarta-feira. Louzer vê como desafio pessoal tirar a Raposa da atual situação, mas joga contra a um compromisso que firmou com os atletas, alguns estavam de saída do clube, porém, voltaram atrás após conversar com o treinador.

Umberto Louzer ficará na Chape?
Umberto Louzer ficará na Chape?
Após a reunião durante a madrugada, já em Maceió, Mano Dal Piva, vice de futebol da Chapecoense, saiu otimista com a possibilidade de permanência do treinador. Na terça, o presidente Paulo Ricardo Magro chegou a afirmar que o comandante não deixaria o clube.

O dirigente revelou também que não foi procurado pelo Cruzeiro. Para contratar Louzer, a Raposa terá que arcar com uma multa no valor de R$ 100 mil. No entanto, o negócio é dado como certo na Raposa.

SÉRIE B
O fato é que Louzer tem algumas horas para decidir se seguirá na Chapecoense, terceira colocada da Série B, com 26 pontos, mas três jogos a menos do que o Cuiabá, líder, com 32, ou se irá para o Cruzeiro, vice-lanterna, com 12, e em grave crise financeira.