Série B: Chapecoense pede ao Atlético-MG a devolução de atacante

Bruno Silva não foi relacionado pelo técnico Jorge Sampaoli para as últimas duas partidas do Brasileirão

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 07 (AFI) - Um velho conhecido do torcedor da Chapecoense pode estar voltando para a Arena Condá. Sem ser muito utilizado pelo técnico Jorge Sampaoli no Atlético-MG, o atacante Bruno Silva deve ser devolvido para o clube catarinense.

Bruno Silva pertence a Chapecoense e seu empréstimo ao Atlético-MG tem duração até dezembro deste ano, mas a diretoria alviverde pediu seu retorno.

Bruno Silva não vem sendo muito utilizado no Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)
Bruno Silva não vem sendo muito utilizado no Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)
Como o atacante não foi relacionado por Sampaoli para as últimas duas partidas do Brasileirão e a diretoria está no mercado em busca de reforços para o setor ofensivo, o Atlético-MG não deve dificultar sua saída.

Emprestado pela Chapecoense em junho do ano passado, Bruno Silva disputou cinco partidas e marcou um gol pelo Atlético-MG em 2020. Com a camisa do clube catarinense, o atacante de 20 anos tem 54 jogos e dois gols.

Apesar de estar na vice-liderança da Série B, com 16 pontos em sete jogos, a Chapecoense tem um dos piores ataques do campeonato, com sete gols.

Agora, as atenções estão voltadas para as finais do Campeonato Catarinense, contra o Brusque. A ida acontece nesta quarta-feira, na Arena Condá, e a volta no domingo, no Augusto Bauer.