Sobrevivente de acidente aéreo chega à Chape: "Se eu descobrir algo, estou fora"

Ex-zagueiro no próprio clube catarinense, ele pendurou as chuteiras no final do ano passado

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 07 (AFI) - O ex-zagueiro Neto foi apresentado oficialmente, nesta terça-feira, e ganhou um cargo na Chapecoense. Sobrevivente do acidente aéreo de 2016, ele pendurou as chuteiras no ano passado e, agora, será o superintendente de futebol do clube catarinense. Neto não mediu as palavras em sua apresentação.

"Essa diretoria quer o melhor para o clube. Isso ficou bem claro quando me fizeram o convite. Todos nós queremos o melhor para o clube. Isso me fez aceitar o convite. Sinto que estão lutando para o clube ficar em uma situação melhor. Vi que as pessoas tinham o mesmo objetivo que o meu. Ver a Chape crescer. Tentei jogar bola, mas não foi possível. Não vai ter sacanagem aqui. Corrupção, essas coisas. Se eu descobrir algo, estou fora. Todos garantiram que querem ajudar o clube", disse ele em entrevista coletiva.

Neto, agora, é dirigente. (Foto: Márcio Cunha / Chapecoense)
Neto, agora, é dirigente. (Foto: Márcio Cunha / Chapecoense)

O primeiro desafio dele não será fácil. Afinal, a Chapecoense amargou seu primeiro rebaixamento e terá que disputar a Série B do Brasileirão. Apesar de ter nascido no Rio de Janeiro, ele começou a carreira no Francisco Beltrão e atuou por Cianorte, Guarani, Metropolitano e Santos. Na Chape foi campeão da Sul-americana (2016) e bicampeão catarinense (2016 e 2017).

"Vivi uma história bacana, uma equipe forte, e queria que isso acontecesse mais vezes. A história da chape não se encerra na tragédia. Quero fazer história como dirigente, ajudar o clube, ver o estádio lotado de novo. Isso é fantástico. Me fizeram o convite, tentei muito ser atleta e muitos falaram que eu tinha perfil para ser dirigente. Me falavam que eu cara honesto, trabalhador, identificado com o clube. As coisas aconteceram naturalmente. Procuro sempre falar quando necessário. Não fico em cima do muro. Gosto de debater, se eu ver algo de errado serei o primeiro a falar".

A Chapecoense estreará no Campeonato Catarinense em 22 de janeiro, às 20h30, contra o Avaí na Arena Condá, em Chapecó. De acordo com Neto, a Chape utilizará mais as categorias de base.

"Situação difícil ano passado, infelizmente a Chape passou momentos ruins financeiramente, talvez por descuido, quero pensar que foi isso. Mas o que passou, ficou pra trás. Muitos atletas estão fazendo acordos com o clube. Tivemos problema grande financeiro e em nenhum momento viram atletas reclamando, um pouco só no final do ano. Em 2020 será diferente. A base terá mais oportunidades, eles têm que agarrar", finalizou.