Dirigente da Chapecoense promete cobrança "em tom moderado" após derrota

O Verdão do Oeste chegou ao terceiro jogo sem vitória e está afundado na zona de rebaixamento

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 09 (AFI) - A Chapecoense chegou ao terceiro jogo seguido sem vitória no Campeonato Brasileiro ao perder para o CSA, por 2 a 0, no último domingo. Como não poderia ser diferente, a diretoria prometeu cobrar o elenco por melhores resultados.

A preocupação dos dirigentes, porém, é evitar passar do tom nas cobranças para não abalar a confiança dos jogadores, que já está em baixa por conta dos últimos resultados e da permanência na zona de rebaixamento.

A Chapecoense chegou ao terceiro jogo seguido sem vitória ao perder para o CSA (Foto: Márcio Cunha/ACF)
A Chapecoense chegou ao terceiro jogo seguido sem vitória ao perder para o CSA (Foto: Márcio Cunha/ACF)
"Existe a cobrança, como sempre existiu, mas será em tom moderado. Até porque são esses jogadores que vão nos guiar até o fim do Brasileirão. Iremos nos reunir com diretoria e comissão técnica para a gente ver o que fazer. Vamos seguir lutando para sair dessa situação", afirmou o gerente de futebol Michel Gazola.

Logo após o jogo do último domingo, o técnico Emerson Cris seguiu a mesma linha do dirigente em entrevista coletiva e falou em "blindar" o elenco neste momento de dificuldade.

Na penúltima colocação do Brasileirão, com 14 pontos, a Chapecoense encerra sua participação no primeiro turno contra o Vasco, que, assim como o CSA, é um concorrente direto. A partida será na Arena Condá, em Chapecó.